Notícia

Vídeo: câmera flagra assalto em ponto de ônibus em Ibiraçu

Depois de perseguição policial, os três criminosos foram detidos; dois são menores de idade

Foto: Reprodução

Quatro pessoas, entre elas três adolescentes, foram assaltadas em um ponto de ônibus no Centro de Ibiraçu, no Norte do Estado, na noite desta quarta-feira (10). Uma câmera de videomonitoramento flagrou toda a ação criminosa, que aconteceu às 23h43 e durou cerca de 30 segundos.

Na gravação é possível ver o carro parando bruscamente na rua e dois homens saindo dele, enquanto um terceiro permanece dentro do automóvel. A primeira vítima é um adolescente, que entregou a mochila e outros pertences aos bandidos. Assustadas, duas meninas saem do enquadramento, mas também são assaltadas.

ASSISTA!

 

Uma mulher que estava sentada em um degrau na calçada também tem a bolsa e o celular levados pelos criminosos, que voltaram para o veículo e fugiram em seguida. Para detê-los, a Polícia Militar realizou um cerco próximo ao radar de Fundão, na Grande Vitória, e iniciou o acompanhamento dos suspeitos após avistá-los em alta velocidade.

Durante toda a perseguição, os suspeitos mantiveram uma arma apontada para a viatura policial. A cerca de 24 km do local onde aconteceu o crime, no distrito de Timbuí, os policiais efetuaram disparos e os criminosos pararam o veículo. Na busca foram encontrados aparelhos telefônicos, carregadores, um simulacro de pistola, uma touca ninja e R$342,95 em espécie.

ENCAMINHAMENTO

Os três indivíduos, sendo dois menores, foram levados para a Delegacia de Aracruz. Por meio de nota, a Polícia Civil informou que Thalles Soares de Almeida (20 anos) foi autuado por quatro crimes: roubo em concurso de pessoas, adulteração de sinal identificador de veículo, resistência e corrupção de menores.

Após autuação, ele foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Aracruz. Já os dois adolescentes, de 15 e 17 anos, vão responder por ato infracional análogo aos mesmos três primeiros crimes cometidos pelo maior de idade (roubo em concurso de pessoas, adulteração de sinal identificador de veículo e resistência). Ambos foram apresentados à Justiça.

Ver comentários