Notícia

Detenta que fugiu de hospital deixando filho para trás é recapturada no ES

Aline Barreto Alcântara, de 30 anos, foi recapturada pela PM durante patrulhamento em Cariacica; ela estava foragida desde o dia 18 de março

Aline Barreto Alcântara fugiu do Hospital das Clínicas na madrugada desta segunda-feira (18)
Aline Barreto Alcântara fugiu do Hospital das Clínicas na madrugada desta segunda-feira (18)
Foto: Montagem

Uma detenta que estava foragida desde o dia 18 de março, identificada como Aline Barreto Alcântara, de 30 anos, foi recapturada pela Polícia Militar na manhã desta terça-feira (28) durante patrulhamento preventivo da equipe em Cariacica. Aline havia fugido do Hospital das Clínicas, em Vitória, quando foi acompanhar o filho de 2 meses, que recebia atendimento médico no local.

A mulher foi localizada em uma residência no bairro Jardim Campo Grande depois que os militares receberam denúncias anônimas de moradores — que informaram que, há alguns dias, a foragida reconhecida através das imagens divulgadas em veículos de imprensa, estaria morando no endereço.

Leia também

Os policiais, então, prosseguiram até o local — onde a mulher se apresentou sem resistência. Na casa ainda, foram apreendidos aparelhos eletrônicos, como um notebook e um netbook, que possuíam dados de terceiros e não tinham nota fiscal. A mulher foi conduzida à 4ª Delegacia Regional.

> Gangue faz vídeo com funk para exibir assassinatos nas redes sociais

Aline havia sido presa em abril do ano passado por furto qualificado, e cumpria pena no Centro Prisional Feminino de Colatina, Região Noroeste do Espírito Santo. A interna acompanhava o filho de dois meses, que apresentava problemas de saúde, no Hospital das Clínicas. A fuga aconteceu após a detenta pedir aos agentes para ir ao banheiro. Ela chegou a ir até o local, mas fugiu pela báscula.

Acionada pela reportagem do Gazeta Online, a Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) informou que Aline deu entrada no Centro Prisional Feminino de Cariacica (CPFC) nesta tarde. "Ela permanece em regime fechado e pode incorrer na perda de benefícios e progressão de pena", informou em nota.

Ver comentários