Notícia

Mortes na Terceira Ponte: advogado e estudante são levados ao DML

Após procedimentos previstos, os suspeitos serão encaminhados para o Centro de Triagem de Viana, devendo passar pela audiência de custódia já nesta quinta-feira (23)

Parentes da vítima em frente ao DML
Parentes da vítima em frente ao DML
Foto: Fernando Madeira

Os dois condutores dos veículos envolvidos em acidente que acabou por matar um casal de jovens na Terceira Ponte, na madrugada desta quarta-feira (22), o advogado Ivomar Rodrigues Gomes Junior, 34, e o estudante de Engenharia Oswaldo Venturini Neto, 22, já deixaram a Delegacia Regional de Vitória e seguem para o Departamento Médico Legal (DML).

> "Racha não é acidente", diz leitor sobre mortes na Terceira Ponte

Após procedimentos previstos, os suspeitos serão encaminhados para o Centro de Triagem de Viana, devendo passar pela audiência de custódia já nesta quinta-feira (23).

O MOMENTO EM QUE DEIXAM A DELEGACIA

O MOMENTO EM QUE CHEGAM AO DML

PERÍCIA

Peritos da Polícia Civil afirmaram que vão analisar os módulos dos dois carros em busca de informações como, por exemplo, a velocidade dos veículos no momento da colisão. A Polícia Civil solicitou que a Rodosol não retire os carros do pátio da sede administrativa, porque precisa voltar ao local para dar continuidade à perícia.

> Mãe de vítima de acidente na ponte diz que teve visão sobre tragédia

O ACIDENTE 

A batida envolveu um Audi A1 e um Toyota Etios, além de uma moto. O casal que seguia na motocicleta morreu no local. Segundo a polícia, as vítimas têm aproximadamente 20 anos.

De acordo com um sargento do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar, que estava na ocorrência, o Audi acertou a moto, o Etios veio depois e também atingiu o casal.

SUSPEITA DE RACHA

O casal foi encontrado cerca de 150 metros antes dos três veículos. A moto estava embaixo do Etios, mas a polícia não tem dúvidas que de o Audi também participou do acidente.

Segundo informações de um funcionário da Rodosol, a batida aconteceu por volta das 2h da madrugada. Ainda de acordo com o funcionário, os carros apostavam um racha quando acertaram o casal de moto.

Após a colisão, os motoristas dos carros foram levados a hospitais de Vitória. Um para o São Lucas e o outro para o Cias. O sargento informou à reportagem do Gazeta Online que os dois estavam sob escolta policial, porque se recusaram a fazer o teste do bafômetro. Como o acidente resultou em mortes, eles precisam ser apresentados à autoridade de plantão.

Após ir para o hospital, o condutor do Audi, o advogado Ivomar Rodrigues Gomes Junior, de 34 anos, foi levado para a Delegacia Regional de Vitória. O outro motorista, o estudante de Engenharia Oswaldo Venturini Neto, de 22 anos, depois de receber alta, também foi para a delegacia.

VÍTIMAS

Os jovens que estavam na moto foram identificados como Kelvin Gonçalves dos Santos, 23 anos, e a namorada, identificada pela mãe de Kelvin, Vilma Gonçalves, como Brunielly Oliveira, de 17 anos.

Os corpos foram levados para o Departamento Médico Legal (DML).

> Casal que morreu na Terceira Ponte havia reatado há cerca de um mês

Ver comentários