Notícia

Mulher é esfaqueada pelo marido na frente do filho em Vila Velha

Apesar da pouca idade da criança, que tem três anos, o menino ainda tentou impedir que o pai agredisse a mãe

Uma dona de casa de 40 anos foi agredida e esfaqueada pelo marido, após comemorar o Dia das Mães com os filhos, na noite de domingo (12), em  Vila Velha. A violência aconteceu na residência da família, na frente do filho do casal, uma criança de 3 anos. Assustado, o menino ainda tentou impedir o pai de agredir a matar mãe.

O suspeito, um vendedor ambulante de 26 anos, foi perseguido e capturado por vizinhos e preso em flagrante logo após o crime. O nome dele não vai ser divulgado para preservar as identidades das vítimas.

> Mulher morre queimada com ácido pelo ex-marido

Era por volta das 21h30, quando o vendedor atacou a esposa, na cozinha de casa. A mulher contou que a filha dela, de 15 anos, que é fruto do primeiro casamento da vítima, passou o dia com ela e que isso teria deixado o marido incomodado.

"Ele ficou o dia bebendo e todo fumando maconha dentro de casa. Pedi a ele várias vezes para não fazer aquilo. À noite, fui levar minha filha no ponto de ônibus. Quando voltei, percebi que ele estava mais alterado", contou.

> Mulher é esfaqueada ao pedir separação na Serra

A dona de casa relata ainda que foi ao quarto cuidar dos dois filhos do casal, um menino de três anos e outro com três meses de idade. Quando voltou para a cozinha, foi surpreendida pelo acusado, que a atacou com um golpe no peito.

A faca não entrou no meu peito, por sorte. Quando ele levantou o braço para me dar outra facada, eu coloquei a mão na frente e ele e cortou. Comecei a gritar e a tentar fugir dele dentro de casa

CRIME PREMEDITADO

Um dos ferimentos causados por golpes de faca
Um dos ferimentos causados por golpes de faca
Foto: Bernardo Coutinho | GZ

Para impedir a esposa de fugir e procurar ajuda, o vendedor fechou as janelas da casa e colocou o sofá na porta de entrada do imóvel. Sem conseguir sair, a dona de casa disse que ficou correndo entre os cômodos, enquanto o marido tentava esfaqueá-la.

Meu filho estava dormindo no quarto e acordou com meus gritos. Ele veio correndo e gritava pedindo para o pai parar. Por alguns momentos meu filho ainda tentou segurar o pai e ele só tem três anos. Fiquei com medo dele matar a criança. Foi um desespero

Vizinhos do casal também escutaram os pedidos de socorro da dona de casa e correram para ajudá-la. Um deles, conseguiu empurrar o sofá e abrir a porta. O homem gritou dizendo que já havia chamado a polícia.

> Botão do Pânico: eficácia comprometida

O suspeito conseguiu se desvencilhar dos vizinhos e correu para fora da casa. Ele foi perseguido pelos moradores da região  e imobilizado nas proximidades da Cinco Pontes.

A Polícia Militar foi acionada e o homem levado para o Plantão Especializado da Mulher (Pem), em Vitória.

> Marido é preso suspeito de matar a esposa em São Mateus

HISTÓRICO DE AGRESSÕES

A dona de casa relatou que sempre foi agredida , por vezes, estuprada pelo marido. “Já tentei terminar, até me mudei de casa, mas ele não aceita e vem atrás. Invade minha casa, me bate, ameaça me matar e matar meus filhos. Vivo em um inferno”, desabafa.

O suspeito foi autuado por tentativa de homicídio e encaminhado ao presídio.

> Leia mais matérias de Polícia

Ver comentários