Notícia

Após um mês, assassinato de adolescente segue sem solução em Colatina

Crime teria sido motivado por alguma relação afetiva de Brenda Marques de Souza; em maio, aos 14 anos, ela foi encontrada enterrada com um corte na garganta

Fachada da 15ª Delegacia Regional, em Colatina, no Noroeste do Estado
Fachada da 15ª Delegacia Regional, em Colatina, no Noroeste do Estado
Foto: Larissa Avilez

Depois de um mês, as investigações para identificar a motivação e autoria do assassinato da adolescente Brenda Marques Feitosa continuam na Delegacia Regional de Colatina, no Noroeste do Estado. Nenhum suspeito foi identificado.

“Nós descartamos o envolvimento com drogas, que é a principal causa de homicídios aqui na região, e trabalhamos com duas linhas de investigação: participação de pessoas próximas e homicídio passional”, explicou o delegado Deverly Pereira Júnior, responsável pela Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) de Colatina.

De acordo com ele, o exame para saber se a adolescente de 14 anos teria sofrido alguma violência sexual, antes de ser morta, foi inconclusivo. “O estado do corpo, que foi encontrado enterrado, não permitiu que ficasse claro se houve, ou não, algum abuso”, disse. Agora, a Polícia Civil aguarda o resultado de duas perícias que podem ajudar a desvendar o caso.

“Nós recolhemos uma faca e uma enxada na casa onde a Brenda morava. Esses dois objetos estão passando por um exame que apontará a presença de sangue. Se houver vestígios, iremos comparar o DNA encontrado com o da Brenda, para saber se esses instrumentos foram usados no homicídio”, detalhou o delegado.

Sem conclusão, o prazo para finalizar o Inquérito Policial será prorrogado e as investigações sobre o assassinato da jovem continuarão por tempo indeterminado. Neste primeiro mês, já foram ouvidas aproximadamente 20 pessoas, entre familiares, vizinhos e amigos de Brenda.

A INVESTIGAÇÃO DO LINCHAMENTO

Rangel de Souza Kuhl foi agredido e morto por populares em Colatina
Rangel de Souza Kuhl foi agredido e morto por populares em Colatina
Foto: Montagem | Gazeta Online

Apenas um dia depois do corpo de Brenda ser encontrado, cerca de 40 pessoas agrediram dois homens – incluindo o cunhado da vítima – por possível envolvimento no crime. No bairro Vicente Soela, em Colatina, Rangel de Souza Kulh foi espancado até a morte. O parente da jovem, um rapaz de 25 anos, conseguiu se esconder e foi resgatado pela Polícia Militar.

A investigação do linchamento segue em paralelo com a do assassinato de Brenda. “Já ouvimos dez pessoas e identificamos cinco que teriam participado da ação. Quando finalizada, os suspeitos responderão por homicídio”, contou o delegado. “O cunhado também já foi ouvido, mais de uma vez, e acabou se mudando da cidade”, completou.

RELEMBRE O CASO

A adolescente Brenda Marques Feitosa, de 14 anos, foi encontrada morta após dois dias desaparecida, em Colatina
A adolescente Brenda Marques Feitosa, de 14 anos, foi encontrada morta após dois dias desaparecida, em Colatina
Foto: Acervo Pessoal

No último dia 20 de maio, a adolescente Brenda Marques Feitosa, de 14 anos, foi encontrada enterrada em cova rasa, no Bairro Vicente Soela III, em Colatina, no Noroeste do Estado. No momento em que foi achado, o corpo estava vestido apenas com a parte de cima da roupa e apresentava um corte na garganta, que teria causado a morte da jovem.

Apenas um dia antes, o pai da Brenda havia registrado o desaparecimento da filha junto à Polícia Militar. Segundo ele, ela teria sumido entre a noite de sexta-feira (17) e a manhã de sábado (18). A irmã e a mãe da vítima, quando acordaram, viram a porta da residência aberta e já não conseguiram localizar a adolescente.

Ver comentários