Notícia

Preso um dos 10 mais procurados do ES por feminicídio

Prisão aconteceu nesta segunda-feira (10) em São Mateus; no ano passado, Almir Ayres, de 80 anos, matou a companheira com facadas na capital

Aos 80 anos, Almir Ayres foi detido por feminicídio praticado em dezembro de 2018
Aos 80 anos, Almir Ayres foi detido por feminicídio praticado em dezembro de 2018
Foto: Divulgação | Polícia Civil

Considerado um dos dez homens mais procurados, entre os autores de feminicídio na Grande Vitória, o idoso Almir Ayres, de 80 anos, foi preso na manhã desta segunda-feira (10) em São Mateus, no Norte do Estado. Em dezembro do ano passado, ele matou a então companheira, Sônia Maria Vicente do Nascimento, com golpes de faca na capital capixaba.

A prisão aconteceu às 10h22, na casa onde ele estaria morando, localizada no bairro Boa Vista. A Polícia Militar foi acionada após uma denúncia que indicou a presença de Almir no local. Segundo o Boletim Unificado (BU), apesar de necessário o arrombamento da porta da residência, o idoso não resistiu à detenção.

Por meio de nota, a Polícia Civil confirmou que Almir Ayres era considerado um dos dez mais procurados da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Mulher (DHPM) por causa da dificuldade em encontrá-lo. Bem como informou que ele fora encaminhado para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de São Mateus.

RELEMBRE O CASO

Aos 60 anos de idade, Sônia Maria Vicente do Nascimento foi esfaqueada nove vezes por Almir Ayres, companheiro dela à época. O feminicídio aconteceu por volta das 13h, no dia 1º de dezembro de 2018, na casa onde a vítima morava, localizada no Beco Peçanha, no Morro Alagoano, em Vitória.

Segundo informações fornecidas pela Polícia Civil no mesmo dia do crime, Sônia sofreu ferimentos em quatro partes do corpo: braço, pescoço, rosto e ombro. Como era um sábado, o caso foi atendido pelo plantão do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), mas as investigações ficaram a cargo da DHPM.

Ver comentários