Notícia

Suspeito de matar motorista de aplicativo no ES é preso em Tocantins

Jaimerson saiu de Cariacica e foi detido em Iraguaína, região Norte de Tocantins, por agentes da PRF e encaminhado para a delegacia

Foto: Débora Ciany/TV Anhanguera

Um dos suspeitos de participar do roubo seguido de morte do motorista de aplicativo Aldo Souza dos Reis, de 32 anos, foi preso na noite desta terça-feira (25) em um ônibus interestadual no estado de Tocantins. Jaimerson Santos da Costa, de 28 anos, foi identificado pela Polícia Rodoviária Federal durante uma operação policial.

> Motorista de aplicativo desaparece após corrida em Vila Velha

Jaimerson saiu de Cariacica e foi detido em Araguaína, região Norte de Tocantins, por agentes da PRF. Ele foi encaminhado para a delegacia e negou ter assassinado o motorista de aplicativo, mas afirmou que um dos comparsas é o autor do crime.

"Eles queriam o carro para fazer outro roubo, era outra questão, entendeu? Minha participação foi só essa, pegar o carro e entregar também, eu não tive acesso a mais nada", afirmou Jaimerson à equipe de reportagem da TV Anhanguera. Quando questionado sobre quem teria sido o autor do assassinato, o suspeito disse o nome de Rodrigo Marques Soares, que também foi detido nesta terça-feira, em Cariacica, de acordo com informações da Polícia Civil.

 

OUTROS SUSPEITOS ENVOLVIDOS

Wagner Schmidt da Costa - preso na noite do dia 23 de junho por uma Equipe da Polícia Militar, pois era evadido do sistema penitenciário.

Rodrigo Marques Soares, Everson Silva Gomes, vulgo “Mim” e os menores de idade F.C.S (17 anos – Sexo Feminino), J.S.C (13 anos – Sexo Feminino) e W.C.R (17 anos – Sexo Masculino) - detidos na manha do dia 25 de junho de 2019, durante operação policial.

Jaimerson Santos da Costa - preso por uma equipe da PRF na noite desta terça (25), no município de Alvorada, em Tocantins, após fugir com a família em um ônibus interestadual, com destino à cidade de Araguaina, no Estado do Tocantins.

O CASO

O motorista de aplicativo Aldo Souza dos Reis, 32 anos, desapareceu no dia 7 de junho. Ele trabalhava durante a noite e fez um último contato com o filho por volta das 21h. Na ligação, ele disse que estava em uma corrida em Vila Velha e voltaria para a casa às 22h, o que não aconteceu.

Aldo saiu de casa, na Serra, por volta das 17h30 em um Gol Prata. De acordo com a esposa, a diarista Azélia Santos Gomes, 33 anos, ela e o marido se falaram pelo menos três vezes enquanto ele trabalhava. A última ligação aconteceu às 21h, quando o filho perguntou se Aldo estava voltando para a casa.

> Encontrado em Viana corpo que pode ser de motorista desaparecido

O carro foi encontrado queimado no bairro Vista Linda, em Cariacica, no dia 16 de junho. No mesmo dia, a Polícia Civil chamou a família de Aldo para tentar reconhecer um corpo que foi localizado na Estrada do Tanque, em Morada de Betânia, Viana. Apesar de estar em avançado estado de decomposição, a vítima continha a mesma tatuagem do motorista: um nome no peito.

Após o reconhecimento do corpo, mesmo com a família tendo confirmado que era de Aldo, foi realizado um exame de DNA e o resultado ainda deve ser divulgado.

Com informações de Eliana Gorritti, da TV Gazeta

Ver comentários