Notícia

Acusado de colocar fogo na casa da ex-mulher é preso na Serra

Além da ex-mulher, estavam na casa no momento do incêndio o filho da vítima, a nora grávida de oito meses e a neta de 14 anos

Homem colocou fogo em casa e quatro pessoas ficaram feridas no Espírito Santo
Homem colocou fogo em casa e quatro pessoas ficaram feridas no Espírito Santo
Foto: Wagner Martins | TV Gazeta

Um homem de 50 anos, suspeito de atear fogo na casa da ex-mulher com quatro pessoas dentro, foi preso na manhã desta quinta-feira (4), no bairro Serra Dourada II, na Serra

De acordo com a titular da Delegacia Homicídio e Proteção a Mulher (DHPM), delegada Raffaella Almeida, o crime aconteceu em março, no bairro Novo Horizonte, no mesmo município. Jailson Vicente de Oliveira teria ateado fogo na residência por não aceitar o fim do relacionamento. No momento do ataque, estavam na casa o filho da vítima, a nora grávida de oito meses, a neta do casal, de 14 anos, além da vítima.

> Marido acusado de matar esposa no ES foi ao enterro da mulher

"Eles estavam dormindo no momento do crime. Uma testemunha ocular viu o momento que ele saiu. Essa mesma testemunha sentiu o cheiro de queimado, percebeu a fumaça e tentou ajudar a família. A porta estava trancada,  obrigando as vítimas a pularem do segundo andar", disse Raffaella.

Na noite o crime, Jailson foi até a casa atrás da ex mulher em busca de uma reconciliação. 

Ela não aceitou voltar para ele, se trancou no quarto dela e ele ficou em outro pavimento da casa. Na noite do crime, ele ainda ficou intimidando a vítima com um canivete enquanto estava sentado no sofá, mas foi pela manhã que ele provocou o incêndio
Raffaela Almeida, delegada

FRIEZA

De acordo com informações da delegada, Jailson mostrou frieza em depoimento. “Ele estava tranquilo enquanto falava com a equipe. Em alguns momentos dizia que só iria falar na presença do juiz e não mostrou arrependimento".

A delegada destacou ainda que em depoimento o suspeito relatou que a causa do incêndio foi uma panela de feijão que estava no fogo. A polícia não acredita na versão dele. 

> Lojistas e sobreviventes falam sobre incêndio na Vila Rubim há 25 anos

"Ele contou que a noite em que tentou reatar com a ex-mulher, ela teria o trancado na casa, por isso ele passou a noite lá. No outro dia, pela manhã, teria colocado a panela de feijão no fogo e esqueceu de retirar. Contou que para sair de casa quebrou a fechadura da porta e foi assim que o incêndio teve início. Porém, não acreditamos na versão dele, até porque temos uma testemunha ocular que viu ele sair da casa e trancar a porta”, destacou.

VEJA VÍDEO

SUSPEITO FUGIU DA POLÍCIA DUAS VEZES

A polícia informou que Jailson conseguiu fugir duas vezes antes da prisão. Ele se escondia na casa dos pais, onde tinha fácil acesso a uma mata. “Atrás da casa dos pais dele tem uma área de mata que facilitava a fuga dele. O crime aconteceu em março, em abril fomos até lá, em junho também, momento em que ele fugiu pelo mesmo lugar, a mata”. 

Segundo a delegada, o suspeito havia acabado de chegar do Rio de Janeiro, local escolhido para se esconder da polícia, já que sabia que estava sendo procurado.

“Ele foi para lá, só não temos como informar quanto tempo e onde ele ficou. Tivemos a informação pelo serviço de inteligência de que ele chegaria aqui no Estado na madrugada de ontem”.

> Mecânico é preso acusado de estuprar diariamente estudante no ES

Jailson foi autuado por três tentativas de feminicídio, uma tentativa de homicídio, tentativa de aborto. Ele foi encaminhado para o Centro de Triagem de Viana(CTV).

Jailson foi preso em Serra Dourada II, na Serra
Jailson foi preso em Serra Dourada II, na Serra
Foto: Reprodução | TV Gazeta

Ver comentários