Notícia

Cartaz em ponto de ônibus de Vitória alerta para risco de assaltos

O aviso foi colado em um ponto de ônibus próximo a sede da Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp) e contém os dizeres: "ATENÇÃO!!! Ponto de ônibus com alto índice de assaltos. Cuidado com seu celular. Evite ficar sozinho(a)".

Cartaz colado em ponto de ônibus na Avenida Beira-Mar alerta para alto índice de assaltos
Cartaz colado em ponto de ônibus na Avenida Beira-Mar alerta para alto índice de assaltos
Foto: Carlos Alberto Silva

Um cartaz colado em um ponto de ônibus chamou a atenção e assustou passageiros que utilizam o transporte público na Avenida Beira-Mar, em Vitória. O aviso contém os dizeres: “ATENÇÃO!!! Ponto de ônibus com alto índice de assaltos. Cuidado com seu celular. Evite ficar sozinho(a)”. A colagem foi feita em uma parada na altura do bairro Bento Ferreira, próximo à esquina com a rua Hélio Marcone, a poucos metros da sede da Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp)Assista ao vídeo abaixo:

Leia também

Quem passa por ali todos os dias confirma a insegurança e os assaltos alertados pelo cartaz. É o caso da diarista Marilene Pereira, 44, que afirma que as ocorrências são frequentes. “Aqui a gente vê muito dessas coisas, vira e mexe a gente vê alguém que está sendo assaltado. A gente já sabe que está inseguro em tudo quanto é lugar, né? Mas a gente fica mais precavido, com medo de acontecer”, disse.

No entanto, antes de conversar com a reportagem, ela falava ao celular sem demonstrar muita preocupação. Mas garante que sempre toma cuidado com o uso do aparelho. "Agora que eu fui me atentar, nem tinha reparado. Se eu vejo alguma coisa, coloco meu celular na bolsa devagar, ou vou para outro ponto de ônibus", explicou.

Mesmo afirmando que as ocorrências de assalto são frequentes, a diarista Marilene Pereira usa o celular no ponto de ônibus
Mesmo afirmando que as ocorrências de assalto são frequentes, a diarista Marilene Pereira usa o celular no ponto de ônibus
Foto: Carlos Alberto Silva

A comerciante Patrícia Giuriato, 40, que tem uma banca de jornal próxima ao ponto, afirma que o local é bem inseguro. Ela conta, inclusive, que já foi assaltada duas vezes nos últimos anos, e que o roubo de celulares é constante na região. “Nessa rua ao lado várias vezes aconteceu roubo de celular, do pessoal passar correndo aqui falando do roubo. Aqui na avenida também acontece direto. Fico sozinha aqui, é bem inseguro. A gente não vê policiamento passando, é raro”, explicou.

A comerciante Patrícia Giuriato afirma que o local é bem inseguro
A comerciante Patrícia Giuriato afirma que o local é bem inseguro
Foto: Carlos Alberto Silva

A doméstica Aline Vieira, 32, que pega ônibus no mesmo ponto, afirma que toma cuidados para evitar os assaltos relatados pelos demais. “Todo lugar é perigoso, você tem que ter cuidado e não ficar com o telefone na mão, até mesmo dentro do ônibus. Tenho sempre esse cuidado”.

Passageiros e comerciantes da região afirmam não saber quem é o autor do cartaz e quem fez a colagem no local. No entanto, dizem que o aviso foi posto neste fim de semana, já que na última sexta-feira (5) não havia nada no ponto de ônibus.

A Secretaria de Estado da Segurança Pública informou, por nota, que realiza ações constantes de combate a crimes contra o patrimônio, e que no primeiro semestre foram registrados 15 casos de roubo e 1 caso de furto a pessoas em via pública na Avenida Beira-Mar, na altura do bairro Bento Ferreira. Disse ainda que o bairro conta com policiamento ostensivo da PM diuturnamente, e que as ocorrências devem ser registradas para que os casos possam ser investigados pelas delegacias responsáveis.

A reportagem solicitou o número de roubos a pedestres e a coletivos no primeiro semestre dos anos de 2016, 2017, 2018 e 2019 na Grande Vitória, mas a Secretaria de Estado da Segurança Pública informou que os dados ainda estão sendo contabilizados.

No ano de 2018, aconteceram 11.624 roubos em vias públicas em todo o Espírito Santo, segundo dados do Observatório da Segurança Pública do Estado. No período, Vila Velha foi a cidade mais registrou roubos, um total de 2.319. Já Cariacica ficou em segundo lugar, com 2.087 casos. Em Serra e Vitória foram contabilizados 1.641 e 1.560 roubos, respectivamente. A maior quantidade de ocorrências foi nos meses de janeiro (1.092), julho (1.141) e outubro (1.112).

Confira a nota na íntegra:

A Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp) informa que realiza ações constantes de combate a crimes contra o patrimônio, que é um dos focos do programa Estado Presente. Até o presente momento, no primeiro semestre, o Estado tem apresentado redução nesse tipo de ocorrência. Na extensão da Avenida Marechal Mascarenhas, na altura do bairro Bento Ferreira, que fica situada entre o cruzamento com a Avenida Leitão da Silva e a Avenida Jair Ettiene Dessaune, os dados mostram que foram registrados 15 casos de roubo e 1 caso de furto a pessoas em via pública em todo o primeiro semestre, segundo dados da Polícia Militar. Uma média de menos de três por mês.

A Polícia Militar informa que se esforça diariamente na prevenção e repressão de todo tipo de crime, e que o bairro Bento Ferreira, em Vitória, conta com o policiamento ostensivo realizado diuturnamente, além de ações como cercos táticos e abordagens a pessoas e veículos suspeitos. A 1ª Companhia do 1° Batalhão ressalta que está à disposição da comunidade para conversar sobre as ações de policiamento do bairro ressalta que a qualquer atitude suspeita uma viatura deve ser acionada através do Ciodes (190). A Polícia Civil ressalta que as ocorrências devem ser registradas, para que os casos possam ser investigados pelas delegacias responsáveis.

Ver comentários