Notícia

Quadrilha usava uniformes falsos da polícia para assaltar casas no ES

Bando especializado em assaltos a residências foi interceptado pela PM em Afonso Cláudio. Um suspeito foi morto durante a abordagem e dois acabaram presos

Material apreendido pela polícia com os suspeitos
Material apreendido pela polícia com os suspeitos
Foto: Polícia Civil

Uma quadrilha especializada em assaltos a residências - e que usava uniformes falsos da Polícia Civil - foi desarticulada pela Polícia Militar, na tarde desta última quarta-feira (17), em Afonso Cláudio, Região Serrana do Espírito Santo. Um dos suspeitos morreu durante a abordagem policial. 

Segundo o Serviço de Inteligência da 2° Companhia Independente, uma denúncia anônima informou que o bando se reuniria em um terreno no Distrito de Fazenda Guandu, onde já estaria um carro estacionado à espera dos criminosos.

> Advogadas são indiciadas pela polícia por apologia ao crime

Com as informações, a equipe de Inteligência, juntamente com as equipes do policiamento ostensivo, se dirigiram para local, onde confirmaram a presença do veículo suspeito. Foi realizado um cerco policial na região, e, por volta de 18h30, chegaram à propriedade três indivíduos em outro veículo, sendo que um deles desembarcou, já com arma de fogo na mão.

TIROS

Os policiais avançaram em direção ao suspeito e deram voz de abordagem, porém ele desobedeceu à ordem e apontou a arma contra a equipe, fazendo menção de atirar, momento este em que os policiais atiraram. 

Leia também

O suspeito foi baleado e socorrido para o Hospital São Vicente de Paula. No entanto, ele não resistiu aos ferimentos e morreu. A identidade não foi informada pela polícia.  A arma dele, um revolver de calibre 38, foi apreendida.

PRISÕES

Outros dois ocupantes que estavam no carro foram abordados e imobilizados durante a tentativa de fuga. Em buscas realizadas nos veículos foram apreendidas duas pistolas, de calibre.380, com 23 munições, mais um revolver de calibre 38, com seis munições, quatro camisas com estampa da Polícia Civil, um pé de cabra, fitas isolantes, fitas adesivas, três tocas ninjas, uma placa de carro, uma sirene, 10 lacres, uma algema, nove aparelhos celulares e um tablet.

Ainda, em um dos carros foram encontrados documentos falsos da Polícia Civil, um mandado de busca e apreensão também falsificado e R$ 690.  

A ocorrência foi encaminhada à Delegacia de Venda Nova do Imigrante. Ricardo Pereira Ruas, 40 anos e Nelson Jocinei da Silva Dias, 39 anos, foram autuados em flagrante por falsificação de documento público e porte de arma de uso restrito, pela Polícia Civil. Ambos foram encaminhados para o Centro de Triagem de Viana.

Os casos de assaltos na Região Serrana continuam em investigação.

> Leia mais matérias de Polícia

Ver comentários