Notícia

"Risco para a sociedade", diz juiz sobre caminhoneiro que provocou acidente

Rodiney dos Santos Rodrigues teve a prisão em flagrante convertida para prisão preventiva

O caminhoneiro Rodiney dos Santos Rodrigues, que dirigia a carreta envolvida em acidente de Carapina, na Serra
O caminhoneiro Rodiney dos Santos Rodrigues, que dirigia a carreta envolvida em acidente de Carapina, na Serra
Foto: Arquivo pessoal

Durante audiência de custódia do caminhoneiro Rodiney dos Santos Rodrigues, de 30 anos, que aconteceu no último domingo (08), o juiz Felipe Leitão Gomes converteu a prisão em flagrante do acusado para prisão preventiva. Rodiney dirigia o caminhão que provocou um acidente em Carapina, na Serra, na noite sábado, deixando três jovens mortos e quatro feridos. Para a justiça, a soltura dele pode significar um risco para a sociedade.

Parentes das vítimas contaram que todos os sete jovens eram amigos e seguiam para uma festa em um único carro por volta das 22H50. De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o veículo, um Hyundai I30, e o caminhão seguiam no sentido Serra-Vitória 22H50. A carreta estava na pista da esquerda, e o carro, na da direita. Na altura do KM 270, o caminhão teria feito uma manobra para entrar no contorno quando atingiu a lateral do veículo, que se desgovernou e bateu em um poste mais à frente.

> Mãe sonhou com filho ensanguentado antes de acidente na Serra

SENTENÇA: RISCO PARA A SOCIEDADE

Acidente entre carro e caminhão carregado de abóboras deixou três mortos e quatro feridos na Serra
Acidente entre carro e caminhão carregado de abóboras deixou três mortos e quatro feridos na Serra
Foto: Internauta

Durante audiência de custódia, o juiz Felipe Leitão Gomes converteu a prisão em flagrante de Rodiney dos Santos Rodrigues para prisão preventiva. Para o juiz, a soltura do caminhoneiro pode significar um risco para a sociedade.

"A soltura do custodiado poderá colocar em risco a segurança social, haja vista a real possibilidade de reiteração delitiva, além do que está presente a periculosidade concreta de sua conduta, bem como, visando garantir a instrução processual e a aplicação da Lei Penal", disse, a sentença.

O juiz ainda completou que Rodiney percorre a BR 101 Norte diariamente e visualiza inúmeros atos irresponsáveis praticados por motoristas profissionais.

"(Atos irresponsáveis), analisados individualmente, podem representar condutas até mais graves do que um simples homicídio no trânsito. Assim, diante do contexto que foi narrado, das vítimas fatais e não fatais levantadas até o momento, bem como a repercussão que tal acidente ganhou pela imprensa, não bastasse ter ocorrido em uma noite de sábado, entendo, por ora, em manter a prisão cautelar do conduzido para garantir a ordem pública, regular instrução processual e aplicação da lei penal", concluiu.

> Preso, caminhoneiro diz que tentou desviar de carro na Serra

BAFÔMETRO E PRISÃO

Segundo a PRF, tanto o motorista do I30, quanto o condutor da carreta, fizeram o teste do bafômetro, que deu negativo para o consumo de bebida alcoólica. Os dois foram encaminhados para à 3ª Delegacia Regional da Serra para prestar esclarecimentos.

Na delegacia, o motorista do caminhão, Rodiney dos Santos Rodrigues, de 30 anos, contou que havia carregado o veículo de abóboras em Pinheiros, no Norte do Espírito Santo, e seguia para a cidade de São Gonçalo, no Rio de Janeiro, onde entregaria a carga.

Rodiney contou que realmente vinha na pista da direita, mas que estaria atrás do Hyundai i30. O carro, na versão dele, teria reduzido a velocidade, fato que fez com que o caminhoneiro jogasse o caminhão para a pista da esquerda na tentativa de evitar a colisão, mas o Hyundai i30 atingiu a roda traseira do caminhão, vindo a perder o controle. Os dois rodaram na pista e bateram em um poste.

Rodiney permaneceu no local do acidente até a chegada da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Após prestar depoimento na delegacia, ele foi autuado em flagrante por triplo homicídio culposo e conduzido para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Viana.

 

 

 

 

Ver comentários