Notícia

Bandidos rendem e roubam família no interior de Jaguaré

Armados e usando capacete para esconder o rosto, seis bandidos ameaçaram moradores de uma fazenda na localidade de Barra Seca Velha. Eles roubaram uma televisão, celulares e peças de ouro

Delegacia de Jaguaré

Mais uma família foi rendida e roubada por criminosos, em Jaguaré, região Norte do Estado, na noite desta segunda-feira (12). Armados e usando capacetes, seis bandidos entraram em uma fazenda da localidade de Barra Seca Velha e chegaram a amarrar as vítimas.

Segundo a Polícia Militar, os moradores contaram que alguns deles jantavam por volta de 23 horas quando foram surpreendidos pelos suspeitos. Os acusados entraram na residência e exigiram que a família entregasse objetos de valor. Eles mandaram as vítimas deitarem no chão da sala e as amarraram.

Os bandidos estavam armados e usavam roupas pretas. Alguns deles estavam de capacete, para esconder o rosto. Os suspeitos roubaram uma televisão, dois celulares e peças de ouro. Após o roubo, os criminosos fugiram em motos e carros. Um morador passou mal após o crime e foi levado ao hospital por parentes.

Ainda de acordo com a PM, buscas foram realizadas na região, mas os suspeitos não foram localizados.

"RONDAS OSTENSIVAS"

Em nota, a Polícia Militar informou que realiza policiamento ostensivo diariamente em todo o município de Jaguaré. Além das equipes de ronda interativa, que atuam ostensivamente com cercos e abordagens, o local conta com equipes da Patrulha Rural, que atuam em horários estratégicos, reforçando o patrulhamento preventivo na área rural e realizando visitas tranquilizadoras à residências e fazendas da região.

Segundo a nota, o comando da 5ª Companhia ressalta que está sempre a disposição da população para ouvir as demandas e debater as ações de segurança desenvolvidas no local. "Vale lembrar que a participação da comunidade e de extrema importância para um resultado ainda melhor das operações policiais, denúncias sobre indivíduos que estejam agindo na região podem ser feitas através do Disque-Denúncia (181). O sigilo e o anonimato são garantidos", finaliza a PM.

POLÍCIA CIVIL

Em nota, a Polícia Civil disse que o caso segue sob investigação da Delegacia de Polícia de Jaguaré, e até o momento nenhum suspeito foi detido. A Polícia investiga a possível participação de suspeitos de outros Estados, com auxilio de suspeitos locais. Informações adicionais, ainda, não serão passadas para não atrapalhar a apuração do fato. Denúncias podem ser feitas por meio do Disque-Denúncia 181 ou pelo disquedenuncia181.es.gov.br.

 

Ver comentários