Notícia

Cantor morto em Cariacica deixou três filhos e gravava CD autoral

O cantor e pedreiro Wagner Pinto Prates era casado há mais de 10 anos. Ele deixou três filhos: um menina e duas meninas.

O cantor sertanejo Wagner Pinto Prates, 37 anos, assassinado na noite desta sexta-feira (9), em Cariacica, era casado há 16 anos e deixou três filhos: um menino de 8 e duas meninas de 6 e 11 anos. Além de cantor, Wagner era pedreiro e estava gravando um CD com músicas compostas por ele.

O cantor sertanejo Wagner Pinto Prates, 37 anos
O cantor sertanejo Wagner Pinto Prates, 37 anos
Foto: Arquivo pessoal

A mulher do cantor, que trabalha como auxiliar de serviços gerais, de 30 anos, contou que o marido escreveu mais de 100 canções do gênero sertanejo. Desse total, cinco foram registradas por ele. Familiares revelaram que Wagner faria uma apresentação musical com voz e violão na noite de sexta-feira em um bar do bairro Padre Matias, onde morava com a família.

“Ele era muito querido. Um pai dedicado, carinhoso e muito amoroso com todo mundo. A gente não sabe o que pode ter acontecido. Vou lembrar dele sempre sorrindo, cantando e falando que amava todos os dias. Todos os filhos já sabem que o pai foi morto e estão muito abalados com tudo isso”, disse a mulher.

> Motorista de Uber é atingido com tiro na cabeça na Serra

Um primo de Wagner contou que o cantor já havia gravado cinco músicas do CD. Durante o dia, a vítima trabalhava como pedreiro e à noite, principalmente aos finais de semana, realizava shows em bares e restaurantes da Grande Vitória.

“O que ele mais falava na vida era sobre esse CD. Estava gravando há dois anos. Ele me dizia que era difícil trabalhar como pedreiro e pagar o estúdio para gravar. Mas que queria continuar trabalhando porque uma hora ia terminar. Ele queria realizar o sonho dele. Todas as músicas eram composições próprias”, disse o primo que preferiu não se identificar.

Ver comentários