Notícia

Promotor intima Lula e Marisa para depor sobre triplex como investigados

Cassio Conserino, promotor de justiça criminal em São Paulo, investiga o apartamento 164 A, no Guarujá, que seria do ex-presidente; ex-presidente da OAS também foi intimado

Lula e Marisa foram intimados a depor sobre o triplex do Condomínio Solaris, no Guarujá
Lula e Marisa foram intimados a depor sobre o triplex do Condomínio Solaris, no Guarujá
Foto: Reprodução

O promotor de Justiça Cássio Conserino, do Ministério Público de São Paulo, intimou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a mulher Marisa Letícia e o empreiteiro José Adelmário Pinheiro, o Léo Pinheiro, ligado à OAS, para prestarem depoimento no dia 16 de fevereiro sobre o triplex do Condomínio Solaris, no Guarujá. Segundo o promotor, o ex-presidente e Marisa vão depor como investigados.

Também foi intimado o engenheiro da OAS, Igor Pontes, engenheiro da OAS.

Conserino diz ter indícios de que houve tentativa de esconder a identidade do verdadeiro dono do triplex 164 A, no Guarujá, que seria do ex-presidente, o que pode caracterizar crime de lavagem de dinheiro.

Em 2006, quando se reelegeu presidente, Lula declarou à Justiça eleitoral possuir uma participação em cooperativa habitacional no valor de R$ 47 mil.

A cooperativa é a Bancoop que, com graves problemas de caixa, repassou o empreendimento para a OAS. A Polícia Federal e a Procuradoria da República suspeitam que a empreiteira pagou propinas a agentes públicos em troca de contratos fraudados na Petrobras.

Ver comentários