Notícia

Bolsonaro faz carreata cercado por apoiadores pelas ruas de Vitória

O pré-candidato encerra a programação em evento aberto ao público, às 19h30, na Arena Vitória, em Bento Ferreira

O deputado federal Jair Messias Bolsonaro (PSC) chegou a Vitória na manhã desta terça-feira (14)
O deputado federal Jair Messias Bolsonaro (PSC) chegou a Vitória na manhã desta terça-feira (14)
Foto: Marcelo Prest

O deputado federal Jair Messias Bolsonaro (PSC) chegou a Vitória por volta das 10h20 desta terça-feira (14). Já no aeroporto ele foi recepcionado por apoiadores, com trio elétrico, e segue até a noite com agenda que cumprirá ao lado do deputado capixaba Carlos Manato (SDD). De acordo com a organização, compareceram ao ato cerca de mil pessoas.

"Eu não estou em campanha não, mas isso é recepção de primeiro turno, hein", comemorou o parlamentar assim que falou ao microfone. Ele está acompanhado do filho, o também deputado Eduardo Bolsonaro. 

Em carreata, o trio elétrico vai seguir até o quiosque 4, da Praia de Camburi e, em seguida, irá para evento com policiais que acontece no cerimonial Itamaraty Hall, em Santa Lúcia, a partir das 16h30. O pré-candidato encerra a programação em evento aberto ao público, às 19h30, na Arena Vitória, em Bento Ferreira.

Em seu discurso, Bolsonaro defendeu a pauta da segurança como a mais importante no país neste momento e rebateu as críticas de que "não entende nada de economia". Ele garantiu que, se eleito, dará início a uma campanha para facilitar o porte de armas para cidadãos comuns.

"Economia começa com segurança. Só um país seguro poderá crescer, atrair turistas e motivar empresários. Sou diferente de todos os outros candidatos, podem me chamar de qualquer coisa, mas ninguém pode dizer que sou corrupto. A esquerda vai ter que engolir uma chapa cristã em 2018", afirmou o parlamentar.

Veja transmissão ao vivo feita pelo Gazeta Online de parte da carreata de Bolsonaro em Vitória: 

Eleitores capixabas de Bolsonaro não querem discurso “menos radical”

Um dos organizadores da visita de Bolsonaro foi o médico Marcelo Pimentel. Ele faz parte do grupo “Vitória da Ética” formado por dissidentes do “Fora Dilma Vitória”, que atuou em passeatas a favor do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), em 2015 e 2016. Ele admite que Bolsonaro tem mudado seu discurso, mas que não faz isso para “agradar” ninguém.

“Político inteligente nem sempre pode falar o que pensa, porque a ala mais conservadora pode se assustar com algumas posições. Eu sei que Bolsonaro é um cara de bem. Acho que radical é quem invade terra, mata pessoas e sai impune. Radical é Lula e Temer soltos. Para mim o que está acontecendo é o fim do politicamente correto, que é a desgraça do mundo. Ninguém muda quem ele é. Árvore que nasce torta, não desentorta com o tempo”, analisa.

A microempreendedora Ana Cláudia Gomes explica que o discurso de Bolsonaro pode até causar espanto, mas reforça que acredita que ele é o melhor candidato e poderá ser eleito, se mostrar o que realmente é.

“Escolhi ele pelas bandeiras que sempre defendeu, por ele ser contra o que eu sou contra e a favor do que sou a favor, como a questão do porte de arma e essa coisa da ideologia de gênero, por exemplo. Não acredito que ele irá mudar. Tem que continuar sendo ele mesmo”, afirma.

Já para o empresário Fabrício Foresti, que viajou junto com um grupo de 18 pessoas de Linhares até Vitória para acompanhar o deputado, um discurso ameno pode ser uma boa estratégia para conquistar eleitores mais indecisos.

“Ele ficou famoso pela força do seu discurso, seu lado mais radical, só que, na minha opinião, é interessante ele dar uma ‘maneirada’. Nem todo mundo concorda com esse lado ‘opressor’ dele. Mas essa mudança não irá mudar o que os seguidores dele acreditam. Somos fiéis”, comenta.

DESPESAS

As despesas do parlamentar com deslocamento aéreo serão custeadas pela Câmara dos Deputados. De acordo com o deputado capixaba Carlos Manato (SDD), a Casa também bancará as passagens aéreas do filho do carioca, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSC), que também vem ao Espírito Santo. 

Outros gastos com a vinda de Bolsonaro para o Espírito Santo ficarão por conta de Manato. Ele garantiu que arcará com as despesas com trio elétrico, aluguel de ginásio e hospedagem do colega, que ficará na casa do deputado do Solidariedade.

Ver comentários