Notícia

Suplente de vereadora acusada de rachid toma posse em Linhares

Após a posse, Pâmela Gonçalves Maia (PSDC) participou da sua primeira sessão como vereadora

Suplente de vereadora suspeita de 'rachid' toma posse na Câmara de Linhares

Conforme determinação da Justiça, Pâmela Gonçalves Maia (PSDC) tomou posse como vereadora na Câmara Municipal de Linhares, na tarde desta segunda-feira (12). Ela é suplente da parlamentar Rosa Ivânia Euzébio Martins, a Rosinha Guerreira, afastada sob a acusação de rachid, quando um político se apropria de uma parte do salário que seria pago ao servidor contratado por ele.

Leia também

Após o afastamento de Rosinha, no último dia 5, a defesa de Pâmela entrou com um mandado de segurança e o pedido foi aceito pelo juiz da Vara da Fazenda Pública de Linhares, Thiago Albani de Oliveira. A posse aconteceu às 17h30. Logo depois, Pâmela participou da sua primeira sessão como vereadora.

A reportagem tentou falar com Pâmela na manhã desta terça-feira (13), mas as ligações não foram atendidas.

SALÁRIO AMIGO

No dia 26 de fevereiro, Rosinha foi presa na Operação Salário Amigo, realizada pelo Ministério Público Estadual (MPES). Quatro dias depois, após autorização da Justiça, ela deixou o Centro Prisional Feminino de Colatina.

De acordo com o seu advogado, Cleylton Mendes, Rosinha disse que usava o dinheiro para comprar medicamentos, cestas básicas e ajudar a população. Mesmo afastada do cargo, Rosinha continua recebendo salário de R$ 6.192,00, conforme a Justiça. Os 12 assessores dela foram exonerados.

A vereadora Rosinha sendo conduzida para prestar depoimento
A vereadora Rosinha sendo conduzida para prestar depoimento
Foto: Ariele Ruy / TV Gazeta Norte

 

 


Ver comentários