Notícia

Governo anuncia reajuste de 5% no salário dos servidores do Estado

Este é o primeiro reajuste salarial de servidores no atual mandato de Hartung

Palácio Anchieta: governo anuncia reajuste para servidores
Palácio Anchieta: governo anuncia reajuste para servidores
Foto: Arquivo

O secretário da Fazenda, Bruno Funchal, anunciou na manhã desta segunda-feira (2) que o governo estadual vai reajustar o salário dos servidores em 5% a partir do pagamento deste mês. A medida atinge servidores ativos e inativos.

Este é o primeiro reajuste salarial no atual mandato do governador Paulo Hartung (PMDB). O impacto será de R$ 269 milhões por ano aos cofres do Estado, segundo o governo.

O último reajuste no salário dos servidores estaduais foi de 4,5% e aconteceu em abril de 2014. De acordo com o Banco Central, a inflação acumulada entre abril de 2014 e fevereiro de 2018 é de 26,88%.

PROFESSORES E POLICIAIS

O governo também anunciou um ajuste no bônus do professor - pelo desempenho coletivo e individual. Antes, o benefício era de um salário anual e agora será de 1,5 salário por ano.

Também foi reajustado o auxílio-fardamento, que passa de R$ 1,2 mil por ano para R$ 1,6 mil por ano.

Um projeto de lei com os reajustes será enviado à Assembleia Legislativa para apreciação dos deputados estaduais. As informações foram divulgadas em coletiva de impressa na manhã desta segunda-feira (2).

O aumento salarial havia sido anunciado em dezembro, quando também foi concedido abono natalino para os servidores. Contudo, o tamanho do reajuste ainda estava sendo definido pela Secretaria de Economia e Planejamento do Estado. Na ocasião, o governo disse que o benefício só seria concedido graças ao aumento de receitas nos cofres estaduais.

No início de março, o secretário de Planejamento, Régis Mattos, afirmou que observaria o desempenho da receita nos três primeiros meses do ano antes de conceder o reajuste. (Com informações de Caíque Verli e Rafael Freitas)

TÍQUETE-ALIMENTAÇÃO

Além do reajuste na remuneração, o governo sancionou em março o projeto de lei que dá um acréscimo de R$ 80 no tíquete-alimentação dos mais de 90 mil servidores do Executivo a partir daquele mês. Com isso, o valor passa de R$ 220 para R$ 300, um reajuste de 36,4%.

O valor é o mesmo para todos os funcionários públicos que trabalham 8 horas por dia: ativos da administração direta, autarquias e fundações do Estado.

O governador havia entregado o projeto de reajuste no tíquete-alimentação durante sessão de prestação de contas na Assembleia Legislativa no dia 28 de fevereiro. A medida foi aprovada pelos deputados no dia 6 de março. Paulo Hartung anunciou a sanção do projeto no Diário Oficial no último dia 14.