Notícia

Cariacica quer aumentar para R$ 200 auxílio-alimentação de servidores

Se for aprovado, benefício será destinado a 5.304 funcionários públicos, entre efetivos, comissionados e celetistas

Prefeitura Municipal de Cariacica
Prefeitura Municipal de Cariacica
Foto: Divulgação

O prefeito de Cariacica, Geraldo Luzia Junior, o Juninho (PPS), enviou na última sexta-feira (8) um projeto para os vereadores do município para aumentar o auxílio-alimentação dos servidores do Executivo. Caso seja aprovado, o benefício passaria de R$ 150 para R$ 200 mensais.

Com isso, o gasto anual para manter o benefício irá saltar dos atuais R$ 9,547 milhões para R$ 12,729 milhões, um aumento de R$ 3,202 milhões por ano.

Somente em 2018, a despesa poderá chegar a R$ 11,403 milhões, somando os auxílios pagos até maio no valor de R$ 150 com a quantia reajustada a partir de junho. A diferença é de R$ 1,876 milhão. O benefício será válido para todos os 5.304 servidores do município, entre efetivos, comissionados, contratados, celetistas e secretários.

De acordo com o secretário municipal de Gestão e Planejamento, Rodrigo Magnago, desde que o benefício foi instituído, em janeiro de 2014, o valor não tinha sido reajustado. Ele ainda afirma que a remuneração dos servidores também está sendo reavaliada.

"Era um pleito dos servidores e a prefeitura fez uma série de estudos do impacto, vimos que havia dotação orçamentária e que seria possível atender a esse pedido. Já demos início à negociação do reajuste e ela está bem avançada, mas ainda não está totalmente definido", explica.

O projeto já foi protocolado e tramita em regime de urgência na Câmara de Cariacica. A expectativa é de que seja aprovado até a semana que vem. Segundo Magnago, se aprovado, o projeto já passaria a valer na remuneração deste mês.

VILA VELHA

Nesta segunda-feira (11), a Câmara de Vila Velha aprovou um projeto que cria o benefício para os servidores do Executivo. O auxílio-alimentação será de R$ 100 para os servidores.

Na justificativa do projeto, que foi enviado para o Legislativo, o prefeito de Vila Velha, Max Filho (PSDB) diz que a proposta é "um marco histórico" e que "representa o reflexo do trabalho desenvolvido pela gestão no sentido de buscar o reconhecimento e a valorização do servidor".

O impacto anual é de R$ 9.836.400 anuais, que serão direcionados para os 8.590 servidores efetivos, comissionados e contratados por designação temporária. O pagamento será retroativo a 1º de maio, sendo pago na folha de junho.

VITÓRIA

No fim do ano passado, o prefeito de Vitória, Luciano Rezende (PPS), anunciou um reajuste de 28% no auxílio-alimentação, que passou a valer a partir de janeiro deste ano. O valor varia entre R$ 200 e R$ 260, para servidores com carga horária de 15 a 30 horas semanais, e de R$ 250 a R$ 320 para servidores que têm carga horária de 40 horas.

Ver comentários