Notícia

Pesquisadora debate papel do Brasil no cenário global de fake news

Uma das mais importantes pesquisadoras sobre desordem informacional, Claire Wardle coordenou o Projeto Comprova, que checou informações que "viralizaram" durante as eleições

Como parte dos debates que encerram as atividades do Projeto Comprova em 2018, Claire Wardle, cofundadora e diretora de pesquisa do First Draft - especializado em buscar estratégias para combater fake news - faz palestra ao vivo na manhã desta sexta-feira (23) em que aborda o cenário brasileiro no contexto global de desinformação. (Veja ao vivo abaixo)

Claire Wardle, pesquisadora e cofundadora da First Draft, iniciativa que coordenou o Projeto Comprova
Claire Wardle, pesquisadora e cofundadora da First Draft, iniciativa que coordenou o Projeto Comprova
Foto: Divulgação

Uma das mais importantes pesquisadoras sobre desordem informacional, Claire coordenou o Projeto Comprova, que reuniu 24 jornalistas de diferentes empresas de comunicação do Brasil, inclusive o Gazeta Online, para checar informações que "viralizaram" nas redes sociais durante as eleições 2018. 

VEJA AO VIVO

> Veja tudo o que foi checado durante as eleições

Com sua experiência voltada à pesquisa de iniciativas que combatam a desinformação, Claire fará um panorama do Brasil nestes tempos de disseminação de notícias falsas.

ENTENDA

O Comprova é uma iniciativa da ONG First Draft, em um projeto inovador do Centro Shorenstein da Harvard Kennedy School. No Brasil, foi coordenado pela Abraji e teve o apoio do Projor (Instituto para o Desenvolvimento do Jornalismo), do Google News Initiative e do Facebook Journalism Project, que financiaram e deram apoio técnico ao projeto. Durante três meses avaliando notícias veiculadas pelo WhatsApp relacionadas às eleições presidenciais no Brasil, o Comprova publicou 146 histórias para desmentir ou confirmar conteúdos que viralizaram nas redes sociais. Desse total, 92% do conteúdo se mostrou falso, enganoso ou descontextualizado.

Apenas 9 histórias analisadas pelos jornalistas do Comprova eram verdadeiras. O resultado das verificações é um alerta para a sociedade e uma reafirmação da necessidade de uma imprensa independente, atuante, transparente e confiável.

Sobre Claire Wardle

Claire Wardle é pesquisadora e diretora executiva da First Draft, projeto que se dedica a encontrar soluções para os desafios associados à confiança e à verdade na era digital, e que já esteve associado ao Centro Shorenstein de Mídia, Política e Políticas Públicas na Harvard Kennedy School. Wardle participa do Conselho da Agenda Global do Fórum Econômico Mundial sobre o Futuro da Informação e Entretenimento.

Anteriormente, foi diretora de pesquisa do Tow Center for Digital Journalism da Columbia Journalism School, diretora de mídia social da Agência de Refugiados da ONU e diretora de serviços de notícias do Storyful.

Wardle é uma das maiores especialistas em conteúdo gerado pelo usuário e liderou dois importantes projetos de pesquisa que investigam como ela é gerenciada por organizações de notícias. Em 2009, a BBC solicitou que ela desenvolvesse um currículo abrangente de treinamento em mídia social para a organização, onde ela liderou uma equipe de 19 pessoas oferecendo treinamento em todo o mundo. No ano passado, uma das iniciativas mais bem-sucedidas do First Draft foi o CrossCheck, uma coalizão colaborativa reunindo 37 redações francesas e britânicas para verificar ruídos na web durante a última campanha presidencial francesa.

Essa foi a iniciativa que inspirou a realização do Projeto Comprova no Brasil. Claire Wardle é coautora, em parceria com o jornalista iraniano-canadense Hossein Derakshan, do relatório Information Disorder, publicado em setembro de 2017, e encomendado pelo Conselho da Europa, principal organização de direitos humanos do continente europeu, que inclui 47 países membros, 28 dos quais pertencentes à União Europeia.

Ver comentários