Notícia

"Era uma figura tranquila", diz Lelo Coimbra sobre Gerson Camata

Suspeito do crime que levou à morte de Camata é um ex-assessor

Lelo Coimbra é presidente estadual do MDB e deputado federal
Lelo Coimbra é presidente estadual do MDB e deputado federal
Foto: Gazeta Online

Deputado federal e presidente estadual do MDB, Lelo Coimbra lamentou a morte do ex-governador e ex-senador Gerson Camata (MDB), assassinado nesta quarta-feira (26) aos 77 anos. "Era uma figura tranquila. Estive com ele há três dias, no supermercado, batemos um papo. Não era um cara que tivesse inimigos, um cara tranquilo, sempre de bem com a vida, cordato", descreveu o emedebista.   

Leia também

O suspeito do crime é um ex-assessor de Camata. "Uma coisa antiga, um assessor que uma vez fez uma denúncia contra ele. Mas era um assunto já fora da cena. Não sei de algum fato novo, talvez (o crime tenha sido motivado por) um ódio acumulado de longa data", afirmou. O suspeito do crime já foi preso.

"Ele (Gerson Camata) nunca deixou que diferenças marcassem as relações dele. Foi uma surpresa (o assassinato) e uma pena que isso tenha acontecido", complementou.

Sobre a trajetória política de Camata, Lelo exalta o governo do emedebista , eleito para comandar o Executivo estadual em 1982, pela primeira vez na redemocratização. "Ele soube lidar com todas as forças políticas que faziam parte do cenário de oposição. Fez um governo que as pessoas elogiaram por muitos anos", lembrou o deputado.

O crime que levou à morte de Gerson Camata ocorreu na Praia do Canto, bairro nobre de Vitória, na tarde desta quarta-feira (26). Perto do local do assassinato moram o governador Paulo Hartung (ex-MDB, hoje sem partido), um desembargador e um secretário de Estado.

O MDB divulgou nota de pesar pela morte do ex-governador:

Nota de Pesar

É com pesar que comunicamos o falecimento do ex-senador e ex-governador do Estado do Espírito Santo, o amigo Gerson Camata.

Sua trajetória, marcada por grandes conquistas e a defesa intransigente da democracia, se soma à capacidade singular de fazer um governo no Espírito Santo, reconhecido por todos, e em três mandatos como Senador da República com expressivos resultados para o povo capixaba. Com toda certeza, o reconhecimento da população acerca desse grande líder político capixaba, já se revela através das manifestações de pesar nas redes sociais.

Nós, emedebistas capixabas e brasileiros, só temos que agradecer pela enorme contribuição que Gerson Camata deu à política e ao país e lamentar a atitude insana de quem o tirou de nós, num ato brutal, covarde e desumano.

Nossos sentimentos à família e amigos, rogando que Deus venha confortar os corações entristecidos neste momento de angústia e dor.

Movimento Democrático Brasileiro

Ver comentários