Notícia

Petistas capixabas viajam para passar réveillon "com Lula"

Grupo de 43 pessoas parte neste sábado (29) de Vitória para Curitiba

Imagem de grupo de apoiadores de Lula que também acamparam em Curitiba em maio deste ano
Imagem de grupo de apoiadores de Lula que também acamparam em Curitiba em maio deste ano
Foto: Maurino Fidelis de Oliveira | Arquivo

Um ônibus com 43 militantes e simpatizantes do PT parte neste sábado (29) de Vitória em direção a Curitiba, no Paraná. Eles não têm nos planos começar 2019 pulando ondas ou assistindo à queima de fogos em alguma praia. A programação do grupo será a mesma que a de vários outros de diversas regiões do Brasil: comemorar o Réveillon ao lado da Superintendência da Polícia Federal onde o ex-presidente Lula (PT) cumpre pena por lavagem de dinheiro e corrupção.

A partida será às 7 horas. A chegada está prevista para as 8 horas do dia seguinte, a tempo do "bom dia a Lula", a saudação matinal gritada diariamente pelos apoiadores acampados próximos à Superintendência da PF no Paraná desde a prisão de Lula, em abril.

Leia também

Entre os que sairão do Espírito Santo para uma viagem de mais de 24 horas de ônibus está o secretário de mobilização do PT capixaba, Perly Cipriano, de 75 anos. É a segunda vez que ele vai encarar a estrada para prestar solidariedade ao amigo, com quem contribuiu para a fundação do PT, na década de 1980.

"É uma organização de voluntários do PT, não é do partido. Procuramos quem topava ir. Quem podia pagar, pagava. Quem podia pagar a metade, pagava a metade. Para quem não podia pagar e queria ir, foi feita uma campanha com os demais petistas para arrecadar dinheiro", contou Perly. A passagem de ida e volta, com refeições no acampamento, custou R$ 400.

O petista histórico gosta de começar o ano com o pé na areia. Como dessa vez será diferente, tratou de antecipar seus pedidos para 2019. Entre eles, votos de sucesso para os netos e o de liberdade de Lula. Perly vai vender livros no acampamento. A renda será revertida para o sustento da base petista ao lado da PF.

Os participantes da excursão dormem em acampamentos ou alojamentos da região. O retorno dos capixabas será no dia 2 de janeiro.

 

Ver comentários