Notícia

Capitão Assumção: "Atirou para matar tem que tomar tiro para morrer"

Após um sargento da PM ser baleado em assalto em Guarapari, deputado disse que bandido tem respeitar o cidadão, especialmente se for um policial

Capitão Assumção é deputado estadual pelo PSL
Capitão Assumção é deputado estadual pelo PSL
Foto: Lissa de Paula/Ales

O deputado estadual Capitão Assumção (PSL) se manifestou duas vezes após o assalto a uma pizzaria em Muquiçaba, Guarapari, em que um sargento da Polícia Militar acabou baleado por um dos criminosos. Na primeira delas, em rede social, o parlamentar, que é da PM, afirmou que os bandidos deveriam ser procurados "vivos ou mortos", mas "mais mortos do que vivos".

Postagem do Capitão Assumção em rede social após o crime em Guarapari
Postagem do Capitão Assumção em rede social após o crime em Guarapari
Foto: Facebook

Questionada sobre o assunto, a assessoria do deputado se manifestou por meio de nota, em que afirma que "bandido tem que respeitar o cidadão", especialmente quando este "este cidadão for um policial". E reitera: "Atirou para matar tem que tomar tiro para morrer".

Um dos menores envolvidos na ação, de 16 anos, foi encaminhado por familiares à Delegacia Regional de Guarapari, onde se entregou. O outro adolescente, de 17 anos, que atirou no PM, já foi identificado, porém ainda não foi localizado.

>Sargento da PM é baleado em assalto dentro de pizzaria em Guarapari

A ÍNTEGRA DA NOTA

"Bandido tem que respeitar o cidadão. E se este cidadão for um policial, há um agravamento. Tem que ser caçado porque já se mostrou que não respeita a vida de ninguém. Ou vocês querem que os policiais cheguem com flores pedindo 'pelo amor de Deus' para ele se entregar. Tem que aguentar a carga. Atirou para matar tem que tomar tiro para morrer."

O VÍDEO DO ASSALTO

Ver comentários