Notícia

Bolsonaro combinou pacto pelo Brasil com Toffoli, Maia e Alcolumbre

Segundo o porta-voz do governo, Otávio Rêgo Barros, a reunião dos presidentes dos Três Poderes serviu para alinhamento de ações e pensamentos entre eles

Porta-voz da Presidência da República, Otávio do Rêgo Barros
Porta-voz da Presidência da República, Otávio do Rêgo Barros
Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

O porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, disse nesta terça-feira (28) que os presidentes dos Três Poderes articularam durante café da manhã nesta terça-feira, (28), a assinatura de um pacto pelo Brasil a ser divulgado dentro de duas semanas. No Palácio da Alvorada, Bolsonaro recebeu acompanhado de ministros os presidentes do Senado, Davi Alcolumbre, e da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, ambos do DEM, além do presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli.

"Ficou determinado que as assessorias dessas autoridades trabalharão de forma colaborativa no teor de um documento", disse o porta-voz. "Esse documento conterá ações que atendam as expectativas que a sociedade tem sinalizado para os três poderes da República. Será um verdadeiro pacto pelo Brasil."

> Governo prioriza a liberação de emendas parlamentares

O porta-voz informou que a reunião serviu para alinhamento de ações e pensamentos entre os Poderes. As manifestações de domingo, em apoio ao presidente, tiveram como alvos o Congresso Nacional e o STF, entre outras pautas governistas.

> Análise: o pacto pode ser com o Supremo, com tudo?

Segundo informou Rêgo Barros, a data de divulgação ainda não foi acertada, mas a intenção é que o documento seja firmado na segunda semana de junho, logo após Bolsonaro retornar da visita de Estado à Argentina, no próximo dia 6.