Notícia

Damares é recebida com chocolate e protestos na Assembleia do ES

As galerias da Assembleia estão ocupadas por manifestantes que protestam contra a presença da ministra na Casa com gritos de "fora, Damares"

Damares Alves na Assembleia Legislativa
Damares Alves na Assembleia Legislativa
Foto: Carlos Alberto Silva

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, chegou à Assembleia Legislativa do Espírito Santo por volta das 19h30 desta segunda-feira para ser homenageada pela Casa.

Damares chegou acompanhada pelo deputado estadual Lorenzo Pazolini (sem partido), que a buscou no aeroporto, e entrou direto no plenário, já que o início da sessão estava marcado para 19h.

> Além de Damares: relembre políticos famosos homenageados no ES

A ministra não deu declarações, mas foi recebida por alguns admiradores que a abordaram na porta do plenário. Deles, ela ganhou chocolates. Damares retribuiu fazendo um gesto em forma de coração com as mãos. 

As galerias da Assembleia, no entanto, também estão ocupadas por manifestantes que protestam contra a presença da ministra na Casa com gritos de "fora, Damares".

A titular da pasta da Mulher, Família e Direitos Humanos é conhecida por afirmações que, não raro, contrariam justamente os temas que ela deveria encampar. A ministra já disse, por exemplo, que, pela sua concepção cristã, mulheres devem ser submissas aos homens.

Antes de ser escolhida pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) para integrar o ministério, Damares foi assessora do então senador Magno Malta (PR). Durante a campanha eleitoral do ano passado, Pazolini, autor da proposta de homenageá-la, participou de eventos ao lado do republicano, que acabou perdendo a reeleição.

POLÍCIA

Policiais que fazem a escolta de Damares estão nas galerias para conter os ânimos dos manifestantes. Há uma espécie de torcida contrária e outra favorável à ministra.

VEJA MAIS FOTOS

 

 

Ver comentários