Notícia

8 vezes em que Bolsonaro usou metáforas de amor e casamento

Presidente da República utiliza com frequência ideias sobre relacionamentos amorosos para se justificar na política

O presidente Jair Bolsonaro faz "coraçãozinho" na Câmara dos Deputados
O presidente Jair Bolsonaro faz "coraçãozinho" na Câmara dos Deputados
Foto: Divulgação

As metáforas relacionadas a namoro e casamento para contextualizar pautas polêmicas ou discussões com adversários e aliados já se tornaram comuns na fala do presidente Jair Bolsonaro (PSL). Enquanto o ex-presidente Lula (PT) usava lances do futebol para falar de política, Bolsonaro aposta nos relacionamentos amorosos como tentativa de didatismo e de aproximar o eleitor por meio de um vocabulário comum.

Não só as relações de Bolsonaro com seus interlocutores que foram comparadas por ele a casamentos e namoros. O presidente também se aproveitou do assunto para falar de direitos trabalhistas, ditadura militar e a ideia de nova moeda. 

A título de curiosidade, Bolsonaro já foi casado três vezes. Primeiro, com Rogéria Nantes Nunes Braga Bolsonaro, com quem teve os filhos Flávio, Carlos e Eduardo; depois, viveu em união estável com Ana Cristina Valle, com quem teve o filho Renan; e atualmente é casado com Michelle Bolsonaro, mãe de sua filha Laura. 

Ver comentários