Notícia

Bolsonaro toma café da manhã com Maia e comenta ataque ao presidente da OAB

A conversa foi definida como uma oportunidade de distensionamento entre os dois líderes

Jair Bolsonaro e Rodrigo Maia
Jair Bolsonaro e Rodrigo Maia
Foto: Divulgação | Arquivo

O presidente Jair Bolsonaro e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, tomaram café da manhã nesta terça (30), no Palácio da Alvorada, em Brasília. O deputado Fabio Faria (PSD-RN) também estava presente.

A conversa foi definida como uma oportunidade de distensionamento entre os dois líderes, que volta e meia fazem críticas públicas um ao outro.

No encontro, Bolsonaro tentou explicar o ataque que fez ao presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, ao afirmar que sabia como o pai dele, Fernando Santa Cruz, desaparecido político, havia sido morto na época da ditadura.

Segundo o presidente, sua atitude foi uma reação ao fato de a OAB ser contra a quebra de sigilo telefônico do advogado que defendeu Adelio Bispo, que deu uma facada nele na campanha presidencial.

Bolsonaro disse que o assunto ainda mexe muito com ele, tentando justificar a virulência de suas palavras contra o presidente da OAB.

Ele ainda fez afagos em Maia e elogiou a aprovação, em primeiro turno, da reforma da Previdência, por um placar superior ao imaginado pelo governo.

Maia, por sua vez, disse que está disposto a dialogar com mais frequência. E afirmou que gostaria de marcar um dia para levar os líderes partidários ao palácio para uma conversa com Bolsonaro.

O presidente disse que era necessário buscar pautas consensuais para que atuassem juntos, aprovando e promulgando leis apoiadas pelos dois.

Além da aprovação da Previdência em segundo turno pela Câmara, eles conversaram sobre a possibilidade de unificação das propostas de reforma tributária. Hoje, a Câmara tem um projeto, o Senado tem outro e o governo deve apresentar também as suas ideias.