Notícia

Câmara de Viana aprova reajuste de 70% para prefeito e vereadores

Aumento valeria apenas a partir de 2021. Prefeito Gilson Daniel (Podemos) vai vetar medida

 

 

A Câmara de Viana aprovou, nesta quarta-feira (14), por seis votos a quatro, projeto de lei que prevê reajustes aos salários dos vereadores, do prefeito e do vice. O aumento valeria para a próxima legislatura, ou seja, a partir de 2021.

O salário dos vereadores passaria de R$ 4,9 mil para R$ 8,6 mil (crescimento de 75%). O do prefeito, de R$ 10 mil para R$ 17 mil (70%). E o do vice, de R$ 5 mil para R$ 8,5 mil (70%).

> Presidente da Câmara de Santa Teresa é agredido com "bolsadas"

O projeto é de autoria da Câmara e precisa da sanção do prefeito Gilson Daniel (Podemos) para valer. A prefeitura já informou ao Gazeta Online, no entanto, que ele vai vetar. 

Tudo durou pouco mais de um minuto. Não houve discussão. As imagens da transmissão ao vivo, feita pelo Facebook, não mostram como os vereadores reagiram na votação simbólica ao estilo "os vereadores que concordam, permaneçam como estão". 

> Cunhada do prefeito de Viana é exonerada de cargo na gestão

Mas de acordo com o presidente da Casa, que não votou, Fabio Luiz Dias (PT), os quatro que votaram contra foram Cabo Max (PP); Gilson Ribeiro Gomes (Pros); Daniel Endlich (PPS) e Fabinho do Carvão (PSB). 

Todos os vereadores estavam presentes. Os demais que, então, votaram favoravelmente à proposta, foram: Aldemiro Zekel (PMN), Idomar Passamai (PSDB) - é o suplente que assumiu no lugar de Patrick do Gás (PDT), preso em regime semiaberto - ; Lourenço Capideville (PRP); Marcos Damasceno (PV), Solivan Abel Thomas (PV) e Ademir Pereira (SD).

O presidente da Câmara diz que o reajuste foi proposto para repor perdas inflacionárias acumuladas desde 2008. "Sou presidente e o presidente não vota, mas a minha opinião é que o projeto foi colocado em pauta e nós entendemos que o homem público que trabalha honestamente é digno do seu salário." 

 

 

Ver comentários