Notícia

Casagrande: "Bolsonaro está promovendo uma regressão civilizatória"

Em entrevista para a revista "Istoé", o governador afirma ver avanços na agenda econômica, mas opina que, no campo político, o presidente não pode continuar alimentando o "ódio e o preconceito" no país

Renato Casagrande disse em vídeo que governadores estão tendo dificuldades para Estados voltarem para a reforma

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), afirmou que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) está promovendo uma "regressão civilizatória" no campo político. Em entrevista para a revista "Istoé", ele disse que a agenda econômica está se impondo e que o presidente tem feito avanços na área. No entanto, ressaltou que Bolsonaro não pode continuar alimentando "o ódio e o preconceito" no país. 

"Bolsonaro teve oportunidade de retomar a atividade econômica do Brasil. A agenda econômica está se impondo, independentemente de quem está no poder. Pelo tanto de desempregados que temos, há a necessidade de se impor novos parâmetros e novas relações econômicas, de avançar em parcerias com o setor privado, e é o que ele está fazendo. Mas, no campo político, ele está promovendo uma regressão civilizatória", afirmou o governador.

> Leia também: Casagrande sanciona gratificação para servidores de deputados do ES

Para Casagrande, as declarações do presidente atrapalham o governo, mesmo que isso seja uma estratégia do presidente para manter as pessoas mobilizadas dentro das teses dele. "Pode ser bom nesse sentido, mas é ruim para o país. A sociedade já vive momentos de intolerância muito grande e é papel dos governantes mostrar que precisamos de uma sociedade fraterna, harmoniosa, que possa conviver com as diferenças e não alimentar o ódio e o preconceito."

O governador do Estado ainda disse que o "presidente da República tem que se comportar como presidente da República". 

Eu tenho uma relação amistosa com o governo federal, com os ministros, mas não posso deixar de manifestar minha opinião: ele tem que fazer um trabalho que agregue. Quanto mais você desagrega, espalha brasa, espalha ideias preconceituosas, isso não é bom para o país
Renato Casagrande, governador do Estado

Entre as medidas econômicas do governo federal que ressaltou como positivas, estão as ações para reduzir o preço do gás e a liberação do FGTS. Sobre a reforma da Previdência, Casagrande reiterou que defende a proposta e concorda com "boa parte daquilo que foi votado", mas que discorda de pontos do regime geral.  "Sei da importância da reforma e sei o que vou precisar fazer aqui no meu Estado."

ELEIÇÃO

Na entrevista para a "Istoé", o governador defendeu uma candidatura do PSB para a Presidência em 2022. Ao ser questionado se pretende ser candidato a presidente, disse que está "cuidando de governar o Espírito Santo, mas o partido vai fazer esse debate logo após a eleição municipal no ano que vem".

Ver comentários