Notícia

Conheça o método de checagem de discursos do Gazeta Online

Verificamos declarações de políticos, sobretudo daqueles que disputam o governo do Estado, para que os eleitores possam ter mais informações no momento de definir o voto

A partir destas eleições de 2018, o Gazeta Online verifica declarações de políticos, sobretudo daqueles que disputam o governo do Estado para que os eleitores saibam se os candidatos estão usando informações verdadeiras ou não para buscar votos dos eleitores. A checagem dos discursos é feita com base no seguinte método:

Foto: Arte / João Paulo Rocetti

1) Escolhemos uma informação ou declaração pública com base na relevância dela para o debate: a seleção é feita pela equipe e leva em conta a relevância de quem diz e do que é dito.

2) Levantamos a fonte original da informação checada: pode ser necessário dar ao político alvo da checagem a oportunidade de apresentá-la, caso haja dúvida a respeito de qual a origem da informação.

3) Consultamos fontes oficiais e/ou consolidadas para checar a informação: é feita uma pesquisa em dados oficiais e em informações públicas. Podemos recorrer a estudos consolidados, à Lei de Acesso à Informação e às assessorias de imprensa de empresas, dos órgãos públicos e das figuras públicas.

4) A checagem é apresentada de maneira contextualizada: é explicado como e onde as informações foram obtidas e porque o conteúdo checado deve ser classificado de uma ou de outra maneira. Gráficos, tabelas, imagens ou vídeos podem ser utilizados para as explicações. Links com referências são apresentados.

5) Atribuímos à declaração checada uma das 7 seguintes categorias: verdadeiro; verdadeiro, mas; insustentável; discutível; contraditório; exagerado; ou falso. Há um critério para aplicação de cada um:

Quando a declaração ou informação corresponder aos fatos e aos dados;

 

Quando a informação for verdadeira, mas um complemento for fundamental para a formação de juízo de valor por parte do leitor;

 

Quando não houver dados conhecidos que comprovem a informação ou declaração;

 

Quando a informação ou declaração confrontar outra da mesma fonte;

 

Quando a veracidade depender da metodologia utilizada;

 

Quando a informação seguir uma linha coerente, mas for exagerada;

 

Quando a informação ou declaração não corresponder aos fatos ou aos dados públicos;

Com o "fact-checking", a expressão em inglês para a "checagem de discurso", o Gazeta Online não pretende simplesmente dizer que os candidatos estão mentindo ou não. Pretende dar a oportunidade para que os eleitores tomem decisões com base em informações certas e para que os candidatos sejam precisos nas afirmações usadas para conquistar o eleitorado.

A reportagem vai verificar dados estatísticos, documentos históricos e comparações. Não serão checadas as opiniões dos candidatos, conceitos abertos ou tendências para o futuro - coisas que ainda não se consolidaram em fontes conhecidas.

Haverá um interesse em equilibrar os candidatos alvos das checagens, mas sempre serão levados em conta o alcance das afirmações, bem como a relevância de quem diz e do que é dito.

Ver comentários