Notícia

Pré-candidato ao Senado pela Rede, Contarato não vai à convenção

Porta-voz do partido informou que o delegado teve problemas de ordem pessoal, mas enviou procuração em que mantém sua pré-candidatura ao cargo

Rose de Freitas, senadora, e Audifax Barcelos, prefeito da Serra, na convenção da Rede
Rose de Freitas, senadora, e Audifax Barcelos, prefeito da Serra, na convenção da Rede
Foto: Natalia Devens

O pré-candidato ao Senado Fabiano Contarato não compareceu à convenção do seu partido, a Rede Sustentabilidade, que ocorreu na noite desta quarta-feira (1º), em Laranjeiras, na Serra.

Segundo o porta-voz da Rede, André Toscano, Contarato teve problemas de ordem pessoal e, por isso, enviou uma procuração, em que mantém sua pré-candidatura. A decisão da convenção foi a de delegar à Executiva Estadual as definições das coligações para deputado estadual e federal, para registrar na Justiça Eleitoral no dia 6 de agosto.

Leia também

Além do nome de Contarato para a disputa majoritária, o partido tem, no momento, 10 pré-candiatos a deputado federal e 32 a deputado estadual. Mas o número pode ser ajustado de acordo como ficar a costura das chapas proporcionais.

Logo no início da convenção, foi exibido um vídeo de Contarato, em que ele conta sua trajetória pessoal e profissional, e reforça o objetivo de disputar as eleições.

Leia também: Oito partidos firmam aliança com Rose de Freitas

A pré-candidata ao governo e aliada de primeira hora do partido, senadora Rose de Freitas (Podemos), foi recebida com festa pelos redistas e compôs a mesa ao lado do prefeito da Serra, Audifax Barcelos (Rede). O presidente estadual do PSD, Neucimar Fraga, também compareceu e reforçou o apoio ao grupo político.

FOCO

Sem a presença de Contarato na convenção, os holofotes de evento ficaram voltados para Rose, que enfatizou a parceria com a Rede, primeiro aliado de chapa.

No discurso, a senadora não fez menção à candidatura de Contarato ou de outros nomes que estariam em sua chapa. Rose imprimiu um tom de “paz de amor” na fala voltada aos redistas.

“Meu grupo político sempre foi o povo votando na urna, eu não desonrei o voto capixaba. No meu coração não tem uma pessoa que eu possa dizer que eu tenha mágoa, raiva, que estou com inimizade. A cultura da paz política tem que prevalecer no Estado do Espírito Santo”, declarou.

Assim como na convenção do PSD, no último domingo, Rose preferiu demonstrar cordialidade em relação ao adversário, Renato Casagrande (PSB), e ao governador Paulo Hartung (MDB).

“Se perguntarem o que tenho contra o Casagrande? Nada. Mas quero ir mais além. O que eu tenho contra Paulo Hartung? Nada. Ele equilibrou as finanças do Estado. Agora quero devolver esse equilíbrio em forma de investimentos. Não vou deixar de reconhecer o mérito de cada um, mas é possível fazer mais. Nem com uma pistola na minha cabeça eu vou desistir de lutar”, disse.

Questionada sobre a ausência de Contarato e as chances de que ele de fato esteja na chapa ao Senado, Rose contou que tinha a informação de que o redista está na Itália há alguns dias, e que hoje haveria uma reunião para tratar do assunto.

Contarato foi procurado, mas não atendeu as ligações.

AMARO

Sobre a mudança de planos de Amaro Neto (PRB), que trocaria a candidatura ao Senado para disputar o cargo de deputado federal, Rose disse não ter participado das decisões. "Foi um pedido do presidente nacional do partido dele. Eu não reforcei. Esse é um assunto interna corporis. Eu gostava muito da ideia dele senador. Amanhã (quinta) deve ter uma reunião para tratar disso".

 

Ver comentários