Notícia

Advogado de agressor de Bolsonaro disse que TJ-MG é uma vergonha

"Se matou a pedradas, a facadas, o ônus é de quem alega, seja o Ministério Público ou uma ação penal privada", disse à época o advogado

Suposto autor do ataque a facada em Bolsonaro
Suposto autor do ataque a facada em Bolsonaro
Foto: Reprodução

Em palestra no início deste ano, o advogado Zanone Oliveira Junior, defensor do pedreiro Adélio Bispo, disse que o Tribunal de Justiça de Minas Gerais é uma “vergonha” por partir da consideração de que os acusados são sempre culpados. Bispo atacou na última quinta-feira, 6, o candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro.

> Defesa pede avaliação psiquiátrica de agressor de Bolsonaro 

“Se matou a pedradas, a facadas, o ônus é de quem alega, seja o Ministério Público ou uma ação penal privada”, disse à época o advogado.

 

Procurado pela Coluna, Zanone ajustou a fala e disse que o tribunal tem excelentes desembargadores. “Algumas decisões isoladas que invertem o ônus da prova e, infelizmente, acabam envergonhando o TJ-MG”, comentou.

Ver comentários