Notícia

Onda de roubos e furtos assusta moradores em Venda Nova

Prefeitura quer implantar câmeras de segurança na cidade para tentar coibir e ajudar solucionar os crimes

Furtos e roubos a comércios e residências estão assustando os moradores de Venda Nova do Imigrante, na Região Serrana do Estado. O município, conhecido pela tranquilidade, tem atraído criminosos. O último registro aconteceu na madrugada desta sexta-feira (05), no bairro Vila Betânea.

De acordo com a polícia, os bandidos entraram em um apartamento após interfonar para todo os imóveis. A moradora saiu de casa no dia anterior, por volta das 14h, e somente retornou à residência pela manhã, encontrando a porta da casa com o miolo quebrado. Dois notebooks, uma TV de 42 polegadas, um videogame e jóias foram alguns dos objetos levados.

Segundo a delegada do município, Elizabete Zanoli, a perícia esteve no local para coletar provas que levem aos suspeitos, mas até o momento nenhum suspeito foi preso. “O modo de agir deste crime foi diferente de outros, quando as portas dos apartamentos são abertas sem deixar vestígios. Pode indicar que são grupos diferentes ou querem despistar a polícia. A população está cobrando respostas, mas a colaboração para ajudar a solucionar os crimes é muito pequena”, criticou.

Ainda segundo a delegada, o índice de furtos é maior nesta época do ano, uma vez que neste período as famílias viajam mais. Ela orienta que os moradores devem ficar mais atentos a pessoas com atitudes suspeitas de fora na cidade e acionar a polícia caso tenham informações que possam ajudar nos crimes.

Vitima mobiliza abaixo assinado na internet

Desde o início do ano, os casos de furtos a casas e até comércios estão acontecendo com mais frequência. Somente em janeiro, quatro estabelecimentos comerciais e sete casas foram furtadas. Em outra casa, na zona rural, um idoso e sua esposa foram feitos reféns, enquanto a residência foi saqueada.

Indignada com a falta de resposta das autoridades, uma moradora, de 49 anos, que prefere não ter a identidade revelada, mobiliza um abaixo assinado na internet para pedir mais segurança no município. “Moro a menos de um ano na cidade, considerada calma, tranquila, mas a realidade foi outra. Meu apartamento foi arrombado no final do ano passado. Levaram vários objetos de valor. Um prejuízo de mais de R$ 15 mil. Temos que mobilizar a população para que algo seja feito”, relata a moradora.

Ainda sem prazo para ser implantado, o estudo prevê 10 câmeras

Prefeitura quer implantar videomonitoramento

A Prefeitura de Venda Nova do Imigrante estuda implantar câmeras de segurança na cidade para tentar coibir e ajudar solucionar os crimes. Segundo o prefeito Dalton Perim, que é presidente do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM), há um estudo, realizado pela Polícia Militar, dos pontos estratégicos onde os equipamentos devem ser instalados.

Ainda sem prazo para ser implantado, o estudo prevê 10 câmeras. O custo, segundo prefeito, seria de aproximadamente R$ 150 mil. O valor deve ser pago com recursos próprios e a Polícia Militar ficaria encarregada do monitoramento das imagens.

“A segurança sempre foi nossa preocupação e é algo que afeta não somente aqui, mas todo o país. O município possui uma exposição diferenciada e fica às margens da BR, que é usada como rota de fuga dos bandidos. Ainda não há data, mas há um esforço do município para conseguir recursos e implantar o sistema de videomonitoramento o quanto antes”.

Ver comentários