Notícia

Professora cachoeirense é destaque em prêmio nacional

Professora de Língua Portuguesa Patrícia Peres Ferreira Nicolini ficou entre os 50 melhores projetos do país

A disciplina de literatura nem sempre é a preferida dos alunos do ensino fundamental. Mas, de forma criativa, a professora de Língua Portuguesa Patrícia Peres Ferreira Nicolini, que leciona em uma escola particular, em Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Estado, mudou a visão dos alunos.

Patrícia Peres ficou entre os 50 melhores projetos da 19º edição do Prêmio Victor Civita Educador Nota 10. Seu projeto, “Literatura e Cinema na Sala de Aula”, foi desenvolvido com alunos do 9º ano, que produziram curtas metragens de terror. O objetivo da disciplina, conta ela, é criar um diálogo entre a linguagens literárias e audiovisuais.

“Possuo o projeto de narrativas há seis anos. Para mim, foi uma grande emoção ter meu trabalho reconhecido ainda mais, quando nossa profissão é tão pouco valorizada”, afirma a professora, que já foi vencedora por duas outras vezes no Festival Literatura e Vídeo, da mesma fundação.

Para o grupo de 10 alunos, que venceu com o curta de 10 minutos ‘A marca do medo’, realizado com base em literaturas de terror, a posição do concurso foi uma surpresa. “Foi uma experiência diferente. Aprendemos mais sobre narrativas de terror. Um pouco complicado, mas muito bacana”, afirma Sofia Armani, que atuou no roteiro e atuação.

O prêmio

Criado em 1998, o Prêmio Educador Nota 10 reconhece professores da Educação Infantil e do Ensino Fundamental e também gestores escolares de todo o país com trabalhos que mostram a importância da aprendizagem e a tarefa de manter jovens e crianças numa boa escola.

Na edição deste ano do prêmio, 4.221 educadores, professores, gestores escolares e coordenadores pedagógicos, de diversos segmentos de ensino, inscreveram seus trabalhos. Deste total, 50 chegaram as finais e duas professoras são capixabas.

Em Vitória, Cláudia Aparecida Zamborlini de Oliveira, professora da educação infantil do Centro Municipal de Educação Infantil Marlene Orlande Simonett também ficou entre os 50 melhores projetos com o trabalho ‘Creche - Vamos ouvir o que dizem os griôs’. Os 50 finalistas recebem uma assinatura do site Nova Escola Clube com vigência de um ano para os educadores. Já os 10 vencedores recebem a quantia de R$ 15 mil, além da assinatura.

Ver comentários