Notícia

Mais de 20 pássaros são apreendidos no Caparaó

Entre eles estão dois em risco de extinção

Mais de 20 pássaros sem registro mantidos em cativeiro foram apreendidos na Região do Caparaó capixaba nesta quinta-feira (06). Entre eles estão dois pássaros estão em risco de extinção. A pena para este crime pode ser de até um ano de detenção e pagamento de multa.

As apreensões ocorrem após denúncias anônimas no assentamento Santa Rita, em Bom Jesus do Norte, e no distrito de Airituba, município de São José do Calçado. Durante todo o dia foram apreendidos 21 pássaros da fauna silvestre brasileira, sendo dois em risco de extinção.

Os pássaros serão entregues ao Instituto de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Espírito Santo (Iema), onde ficarão responsável pela reintrodução dos pássaros À natureza.

De acordo com a lei de crimes ambientais, a pena para quem mantém pássaros da fauna silvestre em cativeiro sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente, ou em desacordo com a obtida pode ser de detenção de seis meses a um ano, e multa.

Ver comentários