Notícia

Família de cobrador desaparecido há 10 meses em Cachoeiro pede respostas

Cobrador Leo Diones Gomes da Silva, 28 anos, desapareceu após sair de casa em direção ao trabalho, em Cachoeiro de Itapemirim

Leo Diones Gomes da Silva desapareceu em Cachoeiro de Itapemirim
Leo Diones Gomes da Silva desapareceu em Cachoeiro de Itapemirim
Foto: Divulgação

Todos os meses, desde outubro do ano passado, o dia 19 é marcado pela tristeza para Lucineia Gomes da Silva. Ela é mãe do cobrador Leo Diones Gomes da Silva, 28 anos, que desapareceu após sair de casa, no bairro IBC, em

Cachoeiro de Itapemirim

, no Sul do Estado, em direção ao trabalho.

Leo trabalhava em uma empresa de transporte público coletivo no município. As últimas informações que os familiares tiveram naquele dia são de que ele saiu de casa durante a tarde, com a roupa do corpo, celular e documentos, no carro da família, um Fiat Uno cinza, placas MRE 5962. O carro nunca foi localizado.

Pistas de populares já levaram a família à cidade vizinha Marataízes e até à capital Vitória. “Leo nunca faltou serviço, era um menino muito trabalhador e não tinha inimizades. Estamos muito tristes e não sabemos mais a quem recorrer. Não temos resposta da polícia de nada. O carro nunca foi achado e o celular, dizem, deu localização no Zumbi, mas nada do meu filho”, disse a mãe.

O rapaz morava com a companheira Lucineia Gomes da Silva há nove meses. “Todos gostavam dele. Fazemos muitas perguntas e pensamos tanto se está vivo, se fizeram algo com ele. Não entendemos o que aconteceu. Nunca nos passaram informações. Achamos que o caso vai ser arquivado”, conta Lucineia.

Procurada, a Polícia Civil disse que quem cuida desses casos é a Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoas (DHPP). A informação é de que o inquérito foi concluído e encaminhado à Justiça. O caso também foi encaminhado à delegacia de pessoas desaparecidas, em Vitória.

Ver comentários