Notícia

Impedir a justiça com as próprias mãos exige maior presença do Estado

Ao proibir o sujeito fazer justiça com as mãos, o Estado reservou para si o poder/dever de aplica-lo na prática

Esse conteúdo é exclusivo para assinante.

Assine o Gazeta Online e acesse.

Ainda não é cadastrado?

Cadastre-se grátis

Ver comentários