Notícia

O Supremo brasileiro nunca errou tanto quanto nos tempos atuais

Na lista de erros não está a anulação do processo a partir das alegações finais quando não garantido à defesa o direito de falar só após a manifestação do réu delator

Esse conteúdo é exclusivo para assinante.

Assine o Gazeta Online e acesse.

Ainda não é cadastrado?

Cadastre-se grátis

Ver comentários