Vitor Vogas

Colunista de Política

[email protected]

  • Últimas da coluna

Reforma da Previdência: remédio amargo, mas necessário

De 2020 a 2023, o governo do Espírito Santo vai gastar mais recursos próprios com Previdência do que com investimentos. Os R$ 9,2 bi para cobrir o rombo no sistema poderiam estar indo para saúde, educação etc.


Esse conteúdo é exclusivo para assinante.

Assine o Gazeta Online e acesse.

Ainda não é cadastrado?

Cadastre-se grátis

Ver comentários