Notícia

Dois pesos, duas medidas

Insistência em manter ministro do Turismo no cargo é estranha, porque contradiz o discurso de combate à corrupção que elegeu Bolsonaro

Esse conteúdo é exclusivo para assinante.

Assine o Gazeta Online e acesse.

Ainda não é cadastrado?

Cadastre-se grátis

Ver comentários