Notícia

"Políticos deveriam usar o SUS", defende leitora

Projeto que prevê punição para médicos que que receitarem tratamento que não esteja previsto no SUS, como remédios de alto custo, divide a opinião de leitores. Para muitos deles, pacientes ficarão sem medicamentos necessários

Receitas de medicamentos de alto custo terão que ser justificadas pelos médicos
Receitas de medicamentos de alto custo terão que ser justificadas pelos médicos
Foto: Marcelo Prest

Uma proposta do governo do Estado para reduzir a judicialização na saúde está recebendo muitas críticas de médicos e pacientes. Trata-se da punição a médicos e dentistas que receitarem tratamento que não esteja previsto no SUS, como remédios de alto custo, sem respeitar os critérios que foram estabelecidos na nova legislação.

A lei determina que, para prescrição de remédios ou solicitação de exames e procedimentos que não estejam nas listas da rede pública, o profissional deve apresentar justificativa técnica. São pelo menos seis motivos técnicos que devem compor o laudo do profissional, e o descumprimento dessa norma poderá levá-lo a ser responsabilizado civilmente. As sanções ainda serão definidas. 

>Ações na Justiça com pedido de remédio custaram R$ 129 milhões ao ES

A medida integra um pacote de cinco projetos na área de saúde, anunciado como estratégia para modernizar o setor e já aprovado, em regime de urgência, na Assembleia Legislativa nesta semana. Agora, depende apenas da sanção do Executivo para entrar em vigor.  

O projeto dividiu a opinião dos leitores do Gazeta Online. Enquanto alguns defendem que as decisões médicas tenham mais controle, outros acreditam que muitos pacientes ficarão sem medicamentos necessários para o tratamento. 

Confira alguns comentários:

Só quem já precisa de medicação de alto custo sabe o sufoco que é para conseguir pelo SUS. Isso está mais para governo que não quer dar a medicação para quem é de direito. (Letícia Andrade)

Uma forma de o governo negar o remédio alegando não precisar. (Cleonice Marino)

Sofri um acidente de moto e fui pro PA. O médico, entre os inúmeros remédios, me indicou um de uma marca específica que é um preço absurdo, porém procurei outra opinião e o remédio de marca específica que custava um rim foi substituído por outro profissional por um de 5 reais. Cara, era um anti-inflamatório. (Agnaldo Silva)

Choveu no molhado. Lista de alto custo do SUS tem que abrir processo com laudo e exame, receita de três e três meses, com revisão anual. (Patrícia Medici)

O médico receitou um remédio de alto custo para o meu pai sem necessidade, não tem nada a ver com o problema dele. É a famosa máfia dos laboratórios, visando somente aos lucros e lesando o povo. Precisam, sim, justificar a necessidade de o paciente tomar o medicamento. (Eva Soares)

Já aconteceu comigo, quando levei meu filho a uma consulta particular. A médica passou um medicamento que eu tinha que ligar para o laboratório para ter desconto. Perguntei se tinha outro remédio, mas ela disse que só tinha aquele. Na época eu estava tão desesperada com a doença do meu filho que acabei comprando. Hoje eu procuraria outro profissional para ter uma segunda opinião. (Damiana Bellucio)

O sujeito vai ao médico com uma dor no ombro, e ele te receita mais cinco remédios caríssimos sem ter nada a ver. E viva a máfia das farmácias. Hoje a cada esquina tem uma farmácia. (Francisco Santos)

Para as pessoas que não entenderam a matéria, a justificativa é para medicamentos de alto custo, medicamentos que custam entre 300 a 50 mil a caixa ou a dose. Não são medicamentos que você compra na farmácia. (Leticia Zorzanelli Marçal)

Mais uma lei para dizer que estão investindo em saúde, somente para colocar um muro entre o médico e o paciente. (Mirian Rodrigues)

Até parece que médico vai querer perder tempo escrevendo relatório justificando por que o pobre coitado precisa do tal remédio. Já é difícil para o médico digitar a receita. Meu Deus, tenha misericórdia. (Josete Maria Souza)

Para quem é contra a reforma da Previdência, vai se acostumando. A economia indo ladeira abaixo, não tem como sustentar o sistema público... (Leonardo Eiji Tahara)

 

 

É difícil, porque o povo paga. Os políticos têm planos de saúde. Deveriam usar o SUS para sentir na pele. (Janaina Fernandes)

Nesses postos do Brasil inteiro faltam medicamentos e a nossa suprema administração perde tempo com fofoca de comadres. Acho que é para disfarçar a incompetência total para o cargo. (Silvania Altoé)

Ver comentários