Notícia

"Cadê a fiscalização?", questionam leitores após tragédia na BR 101

Acidente envolvendo carro de passeio e veículo que transportava granito deixou três mortos da mesma família na noite de segunda-feira (10), na Serra. PRF encontrou rebite na carreta

Carro em que família estava ficou destruído após acidente com carreta na BR 101, na Serra
Carro em que família estava ficou destruído após acidente com carreta na BR 101, na Serra
Foto: Fernando Estevão

Um acidente envolvendo um carro de passeio e uma carreta que transportava um bloco de granito deixou três mortos da mesma família na noite desta segunda-feira (10), em Chapada Grande, na BR 101, Serra. A ocorrência foi registrada por volta das 23h. Um menino de 11 anos está no hospital, em estado grave. 

>Quem são as vítimas do acidente na BR 101 na Serra

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente foi causado por imprudência do motorista, que “provavelmente estava em alta velocidade”. O veículo, um Kia Cerato, com o casal e os dois filhos, seguia no sentido Vitória, quando a carreta, que vinha no sentido contrário, não conseguiu fazer a curva, e tombou. A pedra deslizou na pista até atingir o veículo com a família.

A  PRF encontrou comprimidos de rebite - remédio utilizado para tirar o sono - dentro da carreta. O veículo não tinha autorização para o transporte de granito. 

>Família morta em acidente na BR 101 voltava de férias no Nordeste

A tragédia comoveu os leitores do Gazeta Online, que cobraram mais fiscalização e criticaram mudanças anunciadas no Código de Trânsito, como a suspensão da obrigatoriedade do exame toxicológico para motoristas profissionais, proposta pelo presidente Jair Bolsonaro em projeto de lei. 

Confira alguns comentários:

A impunidade é o maior símbolo das estradas brasileiras, e o ES é um dos mais condizentes com ela! Blocos de granito passeiam, irregularmente, pelas BRs 101 e 262 todos os dias, sob a chancela das autoridades rodoviárias! Já sofremos com os contratos fictícios de duplicação das BRs. (Marcelo Dassie)

E tem gente de acordo com o projeto de lei que pretende modificar regras de trânsito do Código de Trânsito Brasileiro, entregue pessoalmente pelo presidente Jair Bolsonaro ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, que inclui a proposta de que não seja mais obrigatória a realização do exame toxicológico para motoristas profissionais. (Diogo Antônio)

Por que só depois de uma tragédia é que descobrem alguma irregularidade? Acredito que se tivesse mais fiscalização isso não aconteceria com tanta frequência. (Denize Charra)

Até quando pessoas inocentes vão ter que perder a vida por causa dessas irresponsabilidades do ser humano? (Cida Gonçalves)

Aí a gente acha bonito quando o presidente anuncia que pretende abolir o exame toxicológico para motorista. (Jaqueline Bergami)

Leis mais rígidas são a solução, mas segundo o presidente exames toxicológicos e multas atrapalham o trabalho dos caminhoneiros. (Carlos Muniz)

Família morta em acidente voltava de viagem de férias. O menino de 11 anos sobreviveu
Família morta em acidente voltava de viagem de férias. O menino de 11 anos sobreviveu
Foto: Reprodução/Redes Sociais

Muito triste! Toda vez que passo de carro perto de uma careta desta com essas pedras em cima eu fico com muito medo. Espero que tenha fiscalização mais rígida para esses tipo de transporte. (Tatiane Furtado da Silva)

Tem que responsabilizar criminalmente o motorista, o dono da carreta, a empresa que colocou a pedra em cima da carreta e a empresa que contratou a carreta. Aí você fecha o ciclo da irresponsabilidade, senão vai ser enxugar mais uma pedrinha de gelo. (Felipe Pretti)

A fiscalização das BRs 101 e 259 é totalmente falha. As balanças estão direto sem funcionar. (Rachel Zummack Freitas Salomao)

Novamente isso acontecendo nas rodovias capixabas, vidas sendo levadas dessa forma e nada sendo feito. (Edvandro Costa)

Coisas assim serão ainda mais vistas com as mudanças que querem colocar na legislação de trânsito! (Mateus Taliuli)

Mesma coisa que aconteceu nos acidentes anteriores. Cadê a fiscalização, gente? (Victor Delaqua da Silva)

Acho engraçado que só veem depois da desgraça que a carreta não podia transportar granito... (Carlinho Knaach)

Uma família inocente destruída por conta da irresponsabilidade e do jeitinho brasileiro. (Letícia de Paula Coutinho)

Tristeza, mas não adianta punir só o motorista, as empresas também precisam ser severamente responsabilizadas. (Rita Queiroz)

Com o discurso a favor do aumento de pontos na carteira, da diminuição de radares, da exclusão da multa por falta da cadeirinha da criança, entre outras coisas, é só o início... vai piorar. Daqui a pouco Bolsonaro vai sugerir a não obrigatoriedade do uso do cinto no carro... não me surpreenderia. (Jimmy Campos)

Ver comentários