Notícia

Explicações de Moro sobre Lava Jato dividem opiniões de leitores

Em audiência no Senado, ministro da Justiça negou ter participado de conluio com Ministério Público Federal na força-tarefa e afirmou ser alvo de um ataque hacker

Ministro da Justiça Sergio Moro em audiência na CCJ do Senado, na quarta-feira (19)
Ministro da Justiça Sergio Moro em audiência na CCJ do Senado, na quarta-feira (19)
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

O ministro da Justiça, Sergio Moro, esteve na quarta-feira (19) em audiência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. Ele foi convocado para prestar esclarecimentos sobre o vazamento de mensagens que indicam troca de colaborações do ex-juiz com o procurador Deltan Dallagnol, coordenador da Operação Lava Jato.

>Moro: 'Não tenho apego ao cargo. Se houver irregularidade, saio'

Aos senadores, Moro negou ter participado de conluio com Ministério Público Federal na força-tarefa. O ministro afirmou ainda ser alvo de um ataque hacker que mira as instituições e que tem como objetivo anular condenações por corrupção.

O assunto foi tema de debate entre leitores do Gazeta Online. Confira alguns comentários:

O “hacker” fraudou a conversa para colocar uma diálogo que não tem nada de mais? Moro, use uma versão só! (Ricardo Nespoli) 

Infelizmente, não vai dar em nada. Altamente blindado pelo poder. (Ruth Lucas) 

Tem gente que ficou senil, só pode. O negócio não era mudança, melhoras, honestidade? (Patricia Carla) 

O ministro Sergio Moro tem mais credibilidade do que todo o Congresso e o STF juntos! (Maria Jose Valiatti) 

Quem diria? Moro, hoje, é quem mais dá força à campanha do PT por Lula Livre. Só ele que não entende, pois está cego por um posto no STF. É a cobiça que faz juízes serem parciais e se misturarem com a política. (Vitoria Hellen) 

Um juiz que colocou corruptos inalcançáveis na cadeia agora tem que “se explicar” para senadores, entre eles investigados por corrupção. E os idiotas úteis aplaudem! (Brunno Lamberti) 

Ele não tem vergonha? um juiz não saber dar uma resposta consistente. Esse é o herói de alguns... (Francielle Siqueira) 

Nem sequer foram comprovadas as conversas, afinal de contas são de 2017. Inversão de valores, bandidos atacando aquele que salvou o país da bandalheira. (Bruno Falce) 

Obtenção criminosa? “O problema não é a captação e divulgação do diálogo, o problema é o diálogo em si”. Sergio Moro no programa do Bial, sobre gravação de Lula. “Quem com áudio vazado fere, com áudio vazado será ferido.” Conges, versículo 171. (Alzenita Pereira) 

As mensagens até então, apesar da edição, não indicaram troca de colaboração mas sim a devida instrução do processo! (Fausto Cortes Jr.) 

A Constituição de 1988 determina que não haja vínculos entre o juiz e as partes em um processo judicial. Para que haja isenção, o juiz e a parte acusadora – neste caso, o Ministério Público – não devem trocar informações nem atuar fora de audiências. Se você aprova isso e está orgulhoso do Moro, é porque concorda com o crime quando lhe interessa. Crime é crime. (Carlos Duarte) 

O esgoto estourou depois de quase vinte anos! São poucos os homens com estômago para lidar com essa corrupção. É essa a dificuldade do governo Bolsonaro. Homens competentes existem. Força, Moro! Bolsonaro reeleito! (Sandro Dias) 

Ver comentários