Notícia

Leitores comentam ameaças a Contarato: "Respeito é fundamental"

Auditor fiscal da Serra divulgou mensagem com frases como "quero meter o facão em você", além de ofensas homofóbicas. Senador acionou as polícias Federal e Legislativa

Senador Fabiano Contarato (Rede)
Senador Fabiano Contarato (Rede)
Foto: Pedro França/Agência Senado

Na quarta-feira (3), o senador Fabiano Contarato (Rede) anunciou que acionou a Polícia Federal e a Polícia Legislativa após receber áudios com ameaças de morte. O autor das mensagens, o auditor fiscal da Prefeitura da Serra José Nicodemos Venturini, chegou a proferir frases como “quero meter o facão em você”.

Segundo a assessoria do parlamentar, Contarato vai entrar com ação indenizatória por dano moral e ainda requerer a instauração de processo administrativo disciplinar junto à Prefeitura da Serra. Após tomar conhecimento do caso, a administração do município confirmou, por meio de nota, que vai abrir o procedimento.

À reportagem do Gazeta Online, o auditor José Nicodemos Venturini relatou que gravou os áudios em um momento de fúria, quando havia acabado de ser importunado e também xingado por um grupo de estranhos. Ele também proferiu ofensas homofóbicas. "Falei 'facão' no sentido figurado. Foi um ato impensado", alegou o auditor, que disse ter votado em Contarato.

>VITOR VOGAS: O contrato de Contarato

Leitores do Gazeta Online condenaram as ameaças sofridas pelo senador Fabiano Contarato e lamentaram o clima de ódio que tem se espalhado pelas redes sociais, por conta de desentendimentos políticos. Leia alguns comentários:

Que as pessoas possam parar e refletir em suas palavras. Não se pode sair ofendendo ninguém simplesmente porque não se compartilha da mesma opinião. Cada um tem um ponto de vista e todos merecem respeito. O que se vê é uma onda de insultos, ódio com quem não tem a mesma opinião. Isso tem que acabar, temos que voltar a praticar o respeito ao próximo! Que sirva de exemplo a quem se acha dono da verdade e não aceita opiniões contrárias! Respeito é fundamental! (Matos Rose)

Que esse “cidadão de bem” seja punido dentro dos rigores da nossa lei. Ameaça de morte é crime! Discordar das atitudes e pensamentos políticos é normal. Espero que a Justiça tome providências, até mesmo para frear novos casos de ameaça ou até mesmo de mortes por causa de política. O debate é parte da democracia. (Fabrício Marques Concilher)

Estão se achando os donos do mundo, armam provas, julgam, condenam, incitam e praticam a violência, e tudo não passa de uma brincadeira. E ainda vão dizer que, se disseram, pedem desculpas, mas não se lembram de ter dito. Mamãe sempre dizia: a boca fala daquilo que está cheio o coração. (Emilia Cellia)

O problema é que o mundo está muito doido! Se você não pensa igual ao outro, corre até risco de vida. Quem fala o que quer tem que arcar com as consequências. Que esse “cidadão de bem” pague pela ameaça! (Carla Souza)

Todo mundo que fez isso vem com essa de “ato impensado” ou “cabeça quente”. Ora, é nesse momento de verdade que vemos como a pessoa realmente é. Que pague por tudo que falou. (Henrique Mariano)

As pessoas acham que rede social é espaço para brincar e que o que escrevem nelas não tem peso na vida fora delas. Pensem bem antes de ameaçar, xingar e emitir “opinião”. Essa história de que internet é terra de ninguém já acabou há muito tempo! (Raiaq Roos)

Nicodemos Venturini é auditor da Prefeitura da Serra
Nicodemos Venturini é auditor da Prefeitura da Serra
Foto: Facebook/Nicodemos Venturini

Quem votou no Contarato e hoje se diz decepcionado de fato não leu o plano de governo dele, que ele segue à risca. O senador está sendo fiel ao que planejou e basta uma lida para verificarem isso. Agora é importante que tenham em mente que vocês é que erraram ao escolhê-lo, pois se queriam alguém para jogar para baixo do tapete as mazelas de Moro e Bolsonoro deviam ter votado no Magno Malta. Está aí a importância da leitura mais uma vez! (Grazi Pissarra)

Estou descontente com Contarato, assim como a maioria, mas não justifica nenhum tipo de agressão a ele. Está certíssimo em processar! (Jamille Recco)

Estamos vivendo um tempo de muita loucura, intolerância exacerbada. Se alguém tem uma opinião diferente a respeito de alguém ou algo, muitos são os que se acham no direito de agredir. Isso não está certo. Onde não há respeito, nada funciona bem. Coragem, senador, para continuar seu trabalho. (Alzira Camporez)

O que está em questão não é se ele foi um grande delegado ou não, se ele é um grande senador ou não. O que está em questão é a ameaça de morte a um cidadão. (Francisco Conceição)

Ver comentários