Notícia

Força Nacional: Leitores cobram ações além da repressão policial

Sob comando da major Naíma Amarante, a Força Nacional começou a atuar nesta sexta-feira (30) em Cariacica, na Grande Vitória, para enfrentar crimes violentos

Força Nacional atua no município de Cariacica, no Espírito Santo
Força Nacional atua no município de Cariacica, no Espírito Santo
Foto: José Carlos Schaeffer

Sob comando da major Naíma Amarante, a Força Nacional começou a atuar nesta sexta-feira (30) em Cariacica, na Grande Vitória. O município é uma das cinco cidades no Brasil a fazer parte do projeto-piloto "Em frente, Brasil", para enfrentar crimes violentos. O foco será o combate aos casos de feminicídio, homicídio e latrocínio.

>"Atuamos com base nos direitos humanos", diz major da Força Nacional

Dos 100 agentes da Força Nacional, 80 militares vão fazer o patrulhamento na ruas e 20 são da polícia judiciária e vai cuidar da investigação e perícia. O projeto foi lançado nesta semana pelo presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro.

>Os projetos do governo federal para Cariacica além da segurança

A atuação da Força Nacional foi bastante debatida pelos leitores nas redes sociais do Gazeta Online. Muitas pessoas cobraram ações mais profundas do poder público para combater a violência, para além da repressão policial. "Lembre-se dos pobres com políticas públicas efetivas para melhores condições de vida, e então terão o que desejam! Só paliativos não resolvem o problema!", escreveu Dalcy Hespanhol.

Confira alguns comentários:

Sensacional estar no discurso a importância de investir no social. Só repressão não é suficiente. O RJ, infelizmente, está aí para provar. Parabéns, ES! Parabéns, Cariacica! (Andréa de Almeida Salsa) 

Pior cidade disparada da Grande Vitória, merece mesmo uma intervenção na área da segurança. (Alexandre Amaral)

Pode mandar também o FBI, a Marinha, o Exército, a Aeronáutica, o MIB e, se não for pedir demais, manda o Chapolin Colorado também... Urgente! (Walace Amaral) 

Enquanto não houver educação, saúde e emprego, nada mudará. (Gisele Azeredo Vieira) 

Triste é ver políticos querendo aparecer em uma crise de segurança, pois são todos eles responsáveis pela realidade do Estado. (Marcelo Reco) 

Durante quatro meses os criminosos vão passar as férias em outro município, a inteligência e a expertise da segurança pública é alta, mas ainda anunciam o cronograma dos locais, datas das ações a serem tomadas, tudo para facilitar para os criminosos. (Jonas Côrtes) 

Major Naíma Amarante comanda a atuação da Força Nacional em Cariacica
Major Naíma Amarante comanda a atuação da Força Nacional em Cariacica
Foto: Vitor Jubini

Gastos desnecessários com Força Nacional. Os criminosos vão migrar para os municípios vizinhos, é a mesma coisa que varrer a sujeira para debaixo do tapete. (Mauro Sergio de Oliveira) 

Tomara que esse plano piloto de segurança funcione, porque está osso não só em Cariacica, mas em toda a Grande Vitória... (Marcão Souza) 

Eles falam que conseguiram reduzir os índices de violência, mas só na cabeça deles. O que acontece é que o povo cansou de chamar a polícia, de fazer denúncias e não ser atendido. (Juliana Santana) 

Tanto tempo avisando que a bandidagem já deve ter vazado para outros municípios... Vitória, Serra e Vila Velha, se preparem para a enxurrada de ocorrências. (Denise Gomes) 

Tomara que não seja como foi em 2017 , com a ausência da PM nas ruas. Os blindados e caminhões do Exército passavam por Barro Vermelho, Praia do Canto , Praia da Costa, Itapuã e outros bairros nobres. Quero ver fazer como a PM e a PC fazem, ir na toca do bicho. (Jonas Oliveira) 

Está de sacanagem que 80 homens nas ruas vão fazer alguma diferença? (Victor Xavier) 

Que a segurança do nosso Estado melhore, a criminalidade diminua, a violência amenize e a população volte a ter o direito de ir e vir. (Edna Maria) 

Bairros sem estrutura, sem escolas, sem saúde. Um bando de jovens para lá e para cá sem ter o que fazer. Criança de menos de 10 anos atravessando um bairro todo a pé pra chegar à escola mais próxima, os pais desempregados, e aí a solução é tacar polícia para cima. Francamente. Enquanto continuar este abandono pelos bairros pobres, sem escolas, oficinas, trabalho, esse gasto com polícia é dinheiro perdido, para dizer o mínimo. Cariacica vive num abandono só. (João Fernandes Almeida)

Politicagem com segurança pública. Já procuraram saber o valor dessa conta? Se pegar esse valor e pagar em horas extras aos policiais daqui, que conhecem a região, não seria melhor? (Roberto Degasperi)

Ofereçam boas escolas, empregos, que não será preciso Força Nacional. (Eliane Lilia Ferrari Ferreira) 

Mandem também médicos que amam a profissão e que juraram salvar vidas para o PA de Alto Lage, para cuidar do povo que tanto sofre. (Ana Robero) 

Combate imediato? Talvez. Mas prevenção se faz com segurança pública, emprego e educação. (Italia Ferreira Mattos) 

Queríamos mesmo que investissem em mais hospitais, mais médicos, mais empregos, mais educação e pavimentação regular nas estradas. (Patricia Oliveira) 

Ver comentários