Notícia

Leitores estão divididos sobre efeitos de privatizações de estatais

Governo federal anunciou nesta semana uma lista de empresas públicas que serão concedidas à iniciativa privada, entre elas os Correios e a Codesa, no Espírito Santo

Correios estão entre as empresas públicas que devem ser privatizadas
Correios estão entre as empresas públicas que devem ser privatizadas
Foto: Divulgação

Nas redes sociais do Gazeta Online, os leitores se manifestaram em grande número sobre o anúncio da lista de empresas públicas que deverão dar início ao processo de privatização de estatais no governo Bolsonaro. No Estado, a venda da Codesa foi confirmada.

>O destino dos empregados da Codesa e dos Correios após a privatização

Mas o que provocou mais comentários entre os internautas foi a privatização dos Correios, um serviço que afeta diretamente a vida das pessoas. Houve os que comemoraram a decisão, defendendo o ganho de eficiência, enquanto os que a criticaram mostraram-se desconfiados com os resultados da medida, especialmente em regiões periféricas.

Confira alguns comentários:

O correto seria abrir a concorrência. Os Correios prestam um serviço público que não deve ser privatizado. Cidades menores e de interior não serão economicamente viáveis para uma empresa privada atender. Todo país mantém um serviço de correios estatal, até os EUA, modelo capitalista, tem a USPS.

(Alexandre Arrebola) 

Quanto menor o Estado, menor a corrupção! Melhores serviços e mais baratos! (Bruno Falce) 

Vai ficar tudo maravilhoso, igual à BR 101 sob concessão da Eco101! (Sorieldo Engelhardt) 

Os Correios não fazem o que deveriam. Muitos funcionários enrolam, não cuidam das mercadorias. Privatizando, além de criarem novas opções nesse segmento, teremos mais serviço e empregos para muitos brasileiros. (Vinicius Souza) 

E os “capitalistas” sem capital aplaudem... morrerão de trabalhar sem direitos, sem segurança, sem aposentadoria e com salários cada vez mais precários e, ainda assim, aplaudem. (Flávio Gonçalves) 

Parabéns, brasileiros! Depois de privatizar os Correios, entraremos na seletíssima lista de países que não têm um serviço nacional de correios controlado em todo ou em sua maioria pelo Estado! Seremos nós e a Bósnia! Viva! (Lucas Magevski Boles)  

Talvez as coisas melhorem! Duvido que os correios ainda vão fazer greve depois da privatização. (Marcos Antonio Strey) 

A única solução para os desmandos e a corrupção dos governos. Parabéns, ministro Guedes, pelas decisões. (Janguito Alvarez Romero) 

Para empresários receberem de graça o que o Estado construiu é fácil. Quero ver construir. Perfil do privatista brasileiro. (Alec Mendes) 

Quando os empresários comemoram, é sinal que o povo está ferrado. (Fabricio Thomaz Zaban)

Codesa, que administra o Porto de Vitória, será concedida à iniciativa privada
Codesa, que administra o Porto de Vitória, será concedida à iniciativa privada
Foto: Vitor Jubini

Correios em números: R$ 21 bilhões em risco fiscal, prejuízo acumulado de R$ 4 bilhões na Postal Saúde (plano de saúde dos funcionários - o dinheiro dos nossos impostos está pagando esse prejuízo), rombo de R$ 11 bilhões na Postalis (previdência dos Correios), prejuízo operacional em 2018 de R$ 2,7 bilhões (estamos cobrindo esse prejuízo com dinheiro dos impostos que poderiam estar indo para hospitais e escolas). Conclusão: temos que parar de pagar essa conta. Privatiza logo! (Eric Fuini Puggina) 

Assim como a reforma trabalhista gerou milhões de empregos... A diminuição do Estado é o câncer do povo. Pena que tem um monte de gente que não consegue compreender que a única “saída” para uma nação decente é com o fortalecimento do Estado. (Leonardo Vasconcelos) 

O governo quer fazer caixa vendendo as estatais. O Brasil tem 13 milhões de desempregados. Pergunta: Quando se vende uma estatal, gera emprego ou aumenta o desemprego? (Cesar Ferreira) 

Vai acabar com o cabide de emprego, pois a empresa que comprar vai querer lucrar, e com isso acabam melhorando e ampliando o serviço, gerando mais empregos. (Carlos Alessandro Pazini) 

Quem é sensato no país sabe da necessidade de privatizar tudo, uma vez que essas estatais servem apenas de cabides de emprego para aliados e parentes de políticos. (Lety Victor)

Ver comentários