Notícia

Sofre com bolinhas vermelhas na pele? Vitamina A pode ser a solução

A queratose pilar é muito comum em qualquer idade e é mais frequente no frio

Manga

Você tem - ou conhece quem tenha - aquelas incômodas bolinhas vermelhas (ou brancas), que deixam os braços ásperos? Trata-se da queratose pilar, uma condição da pele que é mais comum do que se pensa: 40% dos adultos têm, e muitos não tratam.



Essas bolinhas surgem por causa do excesso de queratina, que se acumula sobre a pele, formando pequenas crostas na região dos braços, do bumbum e até da bochecha.



“A queratose pilar surge por uma predisposição. E ela incomoda um pouco, pois a pessoa sente a pele áspera. Quando você coloca a mão, sente a textura mais grossa. É como se fosse um engrossamento junto à saída dos folículos pilosos”, explica a dermatologista Maria Oliete Guerra.



Como a queratose surge, na maioria das vezes, por uma predisposição, não há como prevenir. “Você não consegue simplesmente acabar com ela. Mas há como controlar o aparecimento da queratose pilar. Uma das melhores formas é inserir na dieta alimentos que sejam ricos em vitamina A”, sugere a dermatologista.



Defesa



A queratose pilar ocorre na pele por um acúmulo de proteínas fibrosas, que deveriam atuar na defesa da sua pele contra a chegada das infecções. Só que a queratina também bloqueia a abertura dos folículos pilosos, para proteção dos cabelos.



“E as bolinhas acabam se confundindo com acnes. Pois há excesso de sebo na saída dos cabelinhos do braço”, explica Maria Oliete.



Mas, em casos menos agressivos, o tratamento pode começar - e terminar - dentro de casa, com a ajuda de cremes esfoliantes e hidratantes à base de ureia. “Em casa mesmo você pode fazer. Os cremes são achados no mercado. Mas pode ser preciso o peeling no local. Então, procure um dermatologista”.

 

A queratose

 

O que é?
São bolinhas ásperas e pequenas, parecidas com acnes, que aparecem nos braços, nas coxas ou no bumbum. Podem ser brancas ou vermelhas, e não costumam coçar.

Quem pode ter?
Qualquer pessoa pode ter, e em qualquer fase da vida. Mas é um quadro que geralmente é herdado da família.

Como tratar?
O tratamento pode ser feito em casa mesmo, com um hidratante à base de ureia e com esfoliação uma vez ao mês. Além disso, o peeling na região afetada também ajuda a tratar.

Ver comentários