Notícia

Mandioca ajuda a imunidade e é boa para o crescimento

Ela é rica em vitaminas A, B e C, faz bem para a criançada e reforça o prato dos idosos

Uma das frases que mais repercutiram essa semana foi dita pela presidente Dilma Rousseff, em um discurso improvisado, durante a abertura dos Primeiros Jogos Mundiais dos Povos Indígenas.

Empolgada ao falar da mandioca, a presidente saudou a raiz, arrancando risadas. “Estou saudando a mandioca. Uma das maiores conquistas do Brasil”. Mas, longe da saudação inusitada, a mandioca é digna de reconhecimento, segundo especialistas.

“Ela recentemente foi considerada o alimento mais rico nutricionalmente pela ONU, não somente pelos benefícios, mas também por ser um alimento bem acessível”, explica a nutricionista Marcela Villela, da Vila Fruti.

 

Mandioca
Mandioca
Foto: Divulgação

Entre as principais propriedades, a mandioca se destaca por ser rica em carboidratos, sendo fonte eficaz de energia para os praticantes de exercícios.



“Dentro dessa propriedade, ela é uma boa opção por ter baixo índice glicêmico, ou seja, o açúcar dela é absorvido de forma mais lenta. É uma boa para diabéticos, pois evita os picos de glicose”, sugere.



Ela é rica em vitaminas A, B e C, sendo três vezes mais rica que a batata inglesa, por exemplo. Graças às vitaminas, ela atua na imunidade, na absorção de ferro e na preservação da memória e da saúde do cérebro.



Benefícios



Além de ser uma importante aliada da atividade física, graças à energia, a mandioca também tem papel decisivo nas defesas do organismo, afirma a nutricionista.



“Ela também é boa para quem tem doenças relacionadas ao sistema imunológico, por ter bastante vitamina C e vitamina A”, lembra Marcela.



E por ser fonte de energia, também é essencial no prato da criançada, auxiliando no processo do crescimento dos pequenos. Mas é boa para todas as idades.



“Para os idosos, por ter grande quantidade de calorias, ela ajuda a ter mais energia e não ficarem mal alimentados”, completa.

 

Para saudar a mandioca, dentro do prato

 

Fonte de energia


Disposição
A mandioca é rica em carboidratos. E, dentro dessa propriedade, ela apresenta baixo índice glicêmico, ou seja, o açúcar dela é absorvido de forma mais lenta pelo organismo. Por isso, ela é uma boa opção para quem tem diabetes, pois não provoca aqueles picos de glicose.

Mix de vitaminas


A, B e C
A mandioca é rica em vitaminas A (que ajuda a imunidade, antioxidante) e C (favorece absorção de ferro), além das do complexo B (ajudam a promover o crescimento nas crianças e a melhorar a memória e a saúde do cérebro).

Bem-estar


Serotonina
A mandioca ajuda no aumento do nível de serotonina - neurotransmissor que atua nas regiões do cérebro que são responsáveis pelo bem-estar. Esse é um dos benefícios de alimentos fontes de carboidrato, mas a mandioca é um dos principais.

Substituição


Calorias
Como a mandioca é calórica, uma boa dica é ela ir ao prato como substituição para outros alimentos do mesmo grupo. Pão, arroz, macarrão e batata, por exemplo, podem dar lugar à mandioca.


Consumo
Ao dia
Se você come como um componente a mais no prato, a média é de 100g ao dia. Mas se for como um substituto de outro alimento, aí a quantidade é um pouco maior. Por ser um vegetal do grupo C, a orientação de consumo é de cerca de 2 colheres de sopa por dia.




Fonte: nutricionista Marcela Villela e revista Boa Forma

Ver comentários