Notícia

Ervas combatem a TPM, ajudam na digestão e evitam infecções

Elas vão muito além do chazinho relaxante e do tempero para as carnes

Faça um teste: pergunte a alguém que entende um pouquinho mais sobre plantas quais são os benefícios das ervas. É bem capaz de você ouvir coisas que nem fazia ideia. Elas vão muito além do chazinho relaxante e do tempero para as carnes: ajudam a controlar a TPM, evitam o cansaço, afastam a ansiedade e são boas para a digestão.

“A camomila, por exemplo, é um excelente sedativo e alivia as perturbações digestivas”, afirma a nutricionista Giovana Guerra, do Hortifruti.

Outra erva polivalente no quesito utilização é o alecrim. Além de tempero para frango, peixes, boi até carnes exóticas (como o carneiro), ainda tem o poder de blindar a saúde. “É um ótimo chá para combater a TPM e o cansaço, além de ter efeito anti-inflamatório, diminuindo a dor”, explica.

A variedade de benefícios das ervas impressiona: termogênicas (aceleram o metabolismo, favorecendo a queima de gordura), desintoxicantes (eliminam as toxinas, deixando o organismo menos resistente ao emagrecimento) e diuréticas (evitam a retenção de líquido, contribuindo para uma barriga lisinha).

A nutricionista Giovana Guerra alerta: algumas ervas devem ser evitadas por gestantes e crianças
A nutricionista Giovana Guerra alerta: algumas ervas devem ser evitadas por gestantes e crianças
Foto: Fernando Madeira

Consumo

Por se tratarem de folhas, a melhor forma de consumo é sempre na versão fresca, para não perder propriedades e preservar os aromas. Em outras versões, é preciso ter cuidado. “Quando ingerimos desidratadas devemos ter moderação, pois as ervas concentram suas propriedades, mesmo em poucas quantidades utilizadas”, alerta a nutricionista.

Daí a importância da cautela com as quantidades. É que algumas ervas são tóxicas quando ingeridas em grandes quantidades; outras, devem ser evitadas por grávidas e crianças. É o caso do chá-verde, que eleva a pressão e da canela, que é abortiva.

Ervas para dar e vender

Alecrim

O alecrim é versátil. Sua utilização vai desde preparações com frango, peixes e boi até às carnes exóticas, como carneiro. Pode ser utilizado como chá para prevenir e combater a TPM e o cansaço. E tem efeito anti-inflamatório, diminuindo a dor.

Salsinha

Tem ação digestiva, combate cólicas menstruais e é indicada para infecções urinárias e problemas renais.

Orégano

Possui alta atividade antioxidante pela presença de ácido fenólico e flavonoides, além de propriedades antimicrobianas, o que faz com que a planta seja um conservante natural de alimentos. Experimentos mostram que o aroma suave prorroga a vida de outros alimentos próximos, reduzindo o risco de contaminação.

Manjericão

Melhora o fluxo sanguíneo, tem ação antioxidante e anti-inflamatória. É muito utilizado em molhos para massas, sopa de legumes, carnes, tomates, frango e peixe.

Camomila

Além do seu efeito sedativo, tem ainda a vantagem de aliviar perturbações digestivas.

Erva-cidreira

Recomendada à noite, para combater insônias e outras perturbações de sono, é ainda bem tolerada durante o dia, para ansiedade.

Hortelã

Tem ação analgésica, vasoconstritora, estimulante, aromatizante, antioxidante, previne problemas bucais e ajuda na digestão.

Fonte: nutricionista Giovana Guerra e revista Exame

Ver comentários