Notícia

Turismo: 10 lugares para curtir o frio no Espírito Santo

Da natureza deslumbrante aos festivais, veja o que fazer nas regiões mais frias do Estado

Domingos Martins
Domingos Martins
Foto: Reprodução/Governo do Estado

Quem mora no Espírito Santo ou turistas de outros Estados têm muitos motivos para curtir o friozinho das montanhas. Neste mês de junho — antes mesmo do inverno chegar no dia 21 — começam as festas tradicionais e os festivais da estação, que movimentam os municípios com baixas temperaturas.

Vistas incríveis, boa música e gastronomia que valorizam a produção do local são atrativos dessas cidades cheias de charme e cultura. O Gazeta Online selecionou 10 opções de destinos para você aproveitar. Entre elas, Carrettela Del Vin, Festa do Morango e o Festival de Inverno de Domingos Martins e o de Guaçuí.

> O ES é lindo! Veja dicas de passeios para curtir o outono

> Confira 8 grutas para visitar e desvendar no ES

> Imponentes, lindas e cheias de história. Veja as igrejas do ES

 

1 - Domingos Martins

Foto: Governo do Estado

O município mantém os traços de seus antepassados preservados por meio da gastronomia, música, dança, arquitetura e do artesanato, além do peculiar modo de vida. Fica a 51,6 km da Capital. Acesso pela BR 101 Sul, BR 262, no sentido Vitória. Veja o que fazer por lá. 

Circuito Turístico de Paraju

Foto: Divulgação | Prefeitura de Domingos Martins

Uma mistura de cores, flores e sabores. Apiário Flor de Mel, Artesanato Stein, Biscoitos da Léia, Delícias da Vovó, entre outros. 

Parque Estadual da Pedra Azul

Foto: Divulgação | Prefeitura de Domingos Martins

Aberto à visitação, com trilhas, piscinas naturais e mirantes. Agendamento das trilhas: 27 3248-1156 / 27 99739-8005.

Reserva Kautsky

Foto: Divulgação | Prefeitura de Domingos Martins

Área preservada de Mata Atlântica, que possui aproximadamente 100 mil plantas. Na reserva está a Capela da União (templo ecumênico) construída no ponto mais alto, a 850 metros e com uma vista privilegiada, podendo observar até as cidades de Vitória e Vila Velha do local. Endereço: Rodovia João Ricardo Schorling, Km 2, sede de Domingos Martins / Tel: 27 3268-2300. 

Cavalgada Fjordland

Foto: Divulgação | Prefeitura de Domingos Martins

Cavalos noruegueses levam o visitante a um passeio aos pés da Pedra Azul. Com opções de trajetos diferentes, a atração é aberta para prática a partir dos sete anos de idade. Endereço: Rota do Lagarto, Km 2,2 Pedra Azul do Aracê - Domingos Martins/ES. Tel: 27 3248-0076 / 0054 / 99836-3530. 

Rota do Lagarto

Foto: Divulgação | Prefeitura de Domingos Martins

A Rota do Lagarto é um passeio turístico que corta uma das regiões mais bonitas do Espírito Santo: a Pedra Azul. A rota é pavimentada e com acesso livre 24 horas. Ao longo do trajeto é possível encontrar diversas opções de gastronomia: cozinha italiana, portuguesa, cafés, opções de hospedagem, delicatessen, artigos e lembranças. Para quem quiser passar pelo local com mais tranquilidade é possível caminhar na rota ou alugar bikes para percorrê-la.

Rua de Lazer

Foto: Divulgação | Prefeitura de Domingos Martins

Localizada no Centro da cidade, na Rua João Batista Wernersbach, a Rua de Lazer oferece várias opções de entretenimento, alimentação e compras, tanto para os moradores locais como para os turistas.

Festival de Inverno

Foto: Divulgação | Prefeitura de Domingos Martins

De 7 a 16 de julho, acontece o Festival de Inverno no município. Mais informações

neste link

Inverno Mágico

De 14 e 15 de julho, na Pousada Rancho Lua Grande. Ivete Sangalo, Bruninho, Davi e atrações locais se apresentam no dia 14. João Bosco e Vinícius, Falamansa e artistas da cidade são as atrações do dia 15.

Festa do Morango

Foto: Reprodução | Facebook

De 04 a 06 de agosto, em Pedra Azul. A Festa do Morango acontece no Centro de Eventos Pedra Azul - “Morangão”, às margens da BR 262 (km 89) e tem como uma das atrações a torta gigante de morango. A cada ano o evento recebe, em média, 15 mil pessoas, entre turistas de todo o Espírito Santo, bem como de outros Estados.

2 - Alfredo Chaves

Foto: Dirceu de Souza | Arquivo A Gazeta

Estação Ferroviária de Mathilde

Construída no início do século XX, durante a ligação ferroviária das cidades de Cachoeiro de Itapemirim e Vitória. Hoje funciona como um centro cultural, histórico e turístico do município. Distante 18 km da sede.

Rampa de voo livre, em Cachoeira Alta

Uma das mais famosas do Brasil recebe pilotos de todo o mundo e sedia campeonatos de nível estadual e nacional. A rampa forma um belo mirante, de onde se pode avistar, de um lado, o litoral Sul do Estado, do outro, as belas e verdes montanhas capixabas. Distante 5 km da sede.

3 - Marechal Floriano

Foto: Reprodução/Facebook

Araguaia

A Estação, inaugurada em 1903, era parte da antiga Estrada de Ferro Leopoldina. A velha estação era e ainda é parada do trem turístico da região. Promove exposição de artesanato e produtos do agroturismo.

Zoo Park da Montanha

O primeiro zoológico do Espírito Santo fica em Marechal Floriano, no Sítio da Vovó. O ambiente abriga uma diversidade de espécies, em um ambiente em prol da educação ambiental. No local, há também um pequeno restaurante que serve porções. 

Uma das experiências que pode ser vivenciada pelos visitantes é a passagem por um viveiro de imersão. Nele, as aves ficam todas soltas, voando pertinho da gente ou simplesmente desfilando suas belezas. No zoo, existem mais de 500 animais, como onça, tigre, macaco, jacaré e muito mais. Vale a visita.

4 - Santa Teresa

Para os apreciadores do contato mais próximo com a natureza, existem opções como as reservas Augusto Ruschi e Santa Lúcia, além do Museu de Biologia Mello Leitão - hoje Instituto Nacional da Mata Atlântica -, que fica aberto todos os dias, menos na segunda-feira. Os pássaros típicos da região e principalmente os herbários com mais de sete mil orquídeas fazem do município um grande reduto de contemplação e preservação da natureza.

Para os fãs de aventura, uma opção é a rampa de voo livre localizada a 9 km da sede da cidade, próximo à Igreja Nossa Senhora do Caravaggio, com 900 metros de altitude.

Outra opção de passeio em Santa Teresa é o circuito Turístico Caravaggio. Ao longo dos 14 km da estrada do Caravaggio, encontram-se empreendimentos turísticos como cantinas, restaurantes, sítios, parques e pousadas, que oferecem tranquilidade e interação com a natureza. Dezoito empreendimentos são encontrados ao longo do circuito. Santa Teresa fica a 78 quilômetros do Capital.

XXVI Festa do Imigrante Italiano

Carretela del Vin leva milhares de pessoas ao centro de Santa Teresa para comemorar a imigração italiana
Carretela del Vin leva milhares de pessoas ao centro de Santa Teresa para comemorar a imigração italiana
Foto: Chico Guedes/Arquivo A Gazeta

O evento começa no dia 09 de junho com a eleição da Garota Ítalo-Teresense na “Casa Hermelinda”. De 17 a 25 deste mês, a festa continua com diversas atrações. Entre elas, shows, missa, corrida e a tradicional

Carrettella Del Vin no Centro da Cidade, que acontece no dia 24, às 11h

.

5 - Venda Nova do Imigrante 

Venda Nova do Imigrante
Venda Nova do Imigrante
Foto: Reprodução/Governo do Estado

O município fica região das Montanhas Capixabas, às margens da BR-262, com altitude variando de 360 a 1.586 metros e temperatura média anual 12ºC a 24ºC.

Casa da Cultura

É um museu com mais de 600 peças que contam a saga da colonização italiana iniciada na cidade em 1892.

Casas coloniais

Venda Nova possui 17 casas do século XIX, feitas de estuque, assoalho de madeira, engradamento em palmito e telhado colonial. A casa dos Scabelo, construída em 1825, é a mais antiga do município.

Caxixe Frio

A paisagem do lugar é encantadora, com vista para a pedra do Forno Grande e Pedra Azul, em Domingos Martins. Esta região é a maior produtora de morango e hortaliças do Estado. Acesso no Km 98,5 da BR-262.

Igreja de Pindobas

Esta foi a primeira igreja do município, e está bem conservada. Acesso pela Rodovia Pedro Cola, Km 8, Pindobas.

Mirante da Torre de TV

De lá pode-se ter uma visão panorâmica do Pico do Forno Grande, da Pedra Azul e de toda a cidade de Venda Nova do Imigrante. A rampa para asa delta e parapente abusa dos 1.189 metros de altura do morro. Leva ainda à Pedra do Rego, um dos pontos mais altos do município. Acesso no Km 106 da BR-262, mais 6,7 km de estrada.

6 - Castelo

Castelo
Castelo
Foto: Reprodução/Governo do Estado

A cidade de Castelo está localizada no sul do Espírito Santo. Cercada de montanhas e cachoeiras, tem clima ameno, que varia entre 23ºC e 5ºC no inverno. No mês de junho, a cidade fica cheia de visitantes no feriado de Corpus Christi. São aproximadamente 1500 metros de tapetes e passadeiras confeccionados pela população com os mais belos motivos de fé cristã. Na quinta feira, a cidade amanhece enfeitada. Castelo fica a 142 quilômetros de Vitória. Acesso pela Rodovias ES-166, ES-379, ES-491 e BR-482.

7 - Guaçuí

Local onde será o Festival de Inverno de Guaçuí

Festival de Inverno de Guaçuí

O evento, que acontece de 14 a 17 de junho, no Parque de Exposições da cidade, vai unir música e gastronomia, na Região do Caparaó, e promete agitar o inverno na região. Contará com apresentações regionais e nacionais. Entre elas, Lobão, Leoni e Claudio Zoli. 

8 - Mimoso do Sul

São Pedro de Itabapoana, em Mimoso do Sul

São Pedro de Itabapoana

Patrimônio Histórico do Estado do Espirito Santo e antiga sede do município. O distrito, que fica a 30 quilômetros da sede atual, abriga imóveis tombados e construídos no auge do ciclo do café, no século XIX. São Pedro do Itabapoana é intitulado, desde 2015, como “Capital Estadual da Sanfona e da Viola”, projeto de lei da Assembleia Legislativa do Estado do Espírito Santo, por meio da Lei 10.394/2015.

20º Festival de Inverno de Sanfona e Viola de São Pedro do Itabapoana

Acontece de 27 de julho a 04 de agosto.

9 - Iúna

 Vista geral de Iúna
Vista geral de Iúna
Foto: Ricardo Medeiros

Ao conhecer Iúna, o visitante descobre uma história fascinante e cheia de curiosidades. O agroturismo e a natureza local despertam o que há de melhor neste ambiente bucólico: a tranquilidade. Os primeiros habitantes chegaram no século XIX, por causa do boato de que no leito do rio havia muito ouro. Esse mito fez muitos aventureiros saírem de seus estados em busca da riqueza e acabaram construindo a cidade e a história do município. Situado em volta do Parque Nacional do Caparaó, Iúna oferece belíssimas paisagens e um povo bastante acolhedor.

Na Serra do Caparaó, a 700 m de altitude é possível encontrar o Distrito de São João do Príncipe, na beira de um rio cristalino; as corredeiras do Jacaré e do Brás; a Pedra da Samena; o Pico dos Cabritos; e o Pico Colossus.

Outro lugar interessante para se conhecer é Água Santa, local envolvido em mistérios e lendas, onde as pessoas fazem peregrinações e pagam promessas. Destaque também para a Pedra do Pecado e a Sala dos Milagres. Iúna fica a 184 km de Vitória, e o melhor acesso é via Rodovia BR 262.

10 - Irupi

Irupi
Irupi
Foto: Reprodução/Governo do Estado

As características de Irupi são sinônimos de paz e tranquilidade. São orquídeas, ipês e jequitibás em meio a pedras e cachoeiras. Quem visita o município também encontra animais, como macacos e pacas, e pode ouvir o som de pássaros, como canários-da-terra e quero-queros. A Mata Atlântica presente nesta cidade proporciona um encontro perfeito com a natureza.

O vilarejo traz consigo o aconchego do interior, onde os visitantes poderão apreciar uma típica e saborosa galinha caipira com angu e quiabo para completar o passeio. E para quem procura emoções, Irupi é o lugar perfeito para a prática de esportes radicais. A Pedra da Tia Velha possui aproximadamente 1140 m de altura e atrai os que gostam de rapel e asa delta. Irupi fica a 185 km de Vitória e o acesso pode ser feito via Rodovia BR 262.

Com informações da Setur-ES