Notícia

6 dicas para evitar a dor depois da atividade física

Sem desculpas de "ai, que dor!" para voltar com tudo para a academia e turbinar o corpo neste verão

Spinning
Spinning
Foto: Reprodução/Google Images

"Você está enferrujado", "Com o tempo você se acostuma", "É assim mesmo quando está no início". Essas são as frases mais comuns que quem está começando ou retornando à academia escuta. Aliás, seja na musculação ou em qualquer outro exercício, a dor pós-atividade é comum, mas existem formas de evitá-la - e não é com nenhum desses conselhos. 

Para tirar todas as dúvidas - e dores - a Revista.AG conversou com alguns profissionais da área da saúde que trouxeram seis dicas para evitar a dor depois da atividade física.

PREPARE O CORPO PARA O EXERCÍCIO

Ao iniciar uma sessão de exercícios físicos, é importante respeitar a transição do corpo de um estado de atividades diárias para um estado de exercício. "Nessa transição, o aquecimento articular, a ativação correta dos principais músculos estabilizadores posturais e até mesmo um exercício de caráter mais aeróbico, contribuem para a lubrificação prévia das principais articulações, aumentando a temperatura corporal e garantindo a manutenção de uma boa postura ao longo de toda a sessão de exercícios e até mesmo no pós-treino, reduzindo a intensidade das dores que podem surgir após a atividade", explica a educadora física da Relevium, Fernanda Piva. 

MANTENHA A ROTINA DE EXERCÍCIOS

É importante manter o corpo ativo. "A atividade de rotina, principalmente aquela que oferece prazer, proporciona a liberação de analgésicos que o próprio corpo produz, auxiliando no tratamento da dor", explica Kênnia Oliveira, fisioterapeuta. Ela ainda afirma que uma das melhores formas para evitar a dor é se manter em movimento.

INVISTA EM ALIMENTOS ANTI-INFLAMATÓRIOS

Existem alimentos que possuem ação anti-inflamatória e podem auxiliar no alívio das dores pós-treino. "Usar açafrão como tempero ou consumir um chá de gengibre pode ajudar a aliviar as dores musculares, pois esses alimentos são anti-inflamatórios", explica a nutricionista Mariana Herzog. Ela também indica o consumo de vegetais roxos, como cebola, repolho, berinjela e açaí, pois são ricos em antocianinas, um composto anti-inflamatório natural.

BEBA (BASTANTE) ÁGUA

Pode parecer uma dica muito simples, pois todas as funções do organismo necessitam de água, mas é realmente essencial para a recuperação. "Um corpo bem hidratado responde melhor aos estímulos, à atividade física, o que contribui para a melhora das dores, além de evitar a cãimbra", comenta Kênnia.

DORMIR BEM É ESSENCIAL

Dormir bem é essencial para a recuperação do corpo. É o momento em que o cérebro descansa e toda a estrutura física, como os órgãos e os músculos, vai se recuperando do desgaste. O tempo do sono é essencial, pois o cérebro precisa descansar e o corpo precisa recuperar a energia gasta durante o dia.

ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL

O educador físico é o profissional ideal para fazer a prescrição de atividades físicas, respeitando as características individuais e proporcionando bem-estar, prazer e alívio de dores. A busca de orientação nutricional também é importante para que a alimentação seja adequada à atividade escolhida. "Assim como uma receita médica é específica para uma pessoa, o exercício físico também deve ser específico e na dosagem ideal para cada um", explica a educadora física.

Ver comentários